Destaque homepage Em alta ENEM Vida de Estudante

Como estudar para o Enem? Dicas práticas para uma organização eficaz

Descubra como estruturar sua rotina de aprendizado, definindo metas claras para otimizar sua preparação e enfrentar o exame com confiança

Acessibilidade

A prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) costuma acontecer no final do ano. E, poucos meses antes da aplicação do exame, alguns candidatos ficam tensos, principalmente quem não se preparou! Mas será que, nesta altura do campeonato, ainda dá tempo de estudar para o Enem?

Dá, sim. E nosso time está aqui justamente para isso: ajudar você a se organizar, estabelecer prioridades e estudar o que realmente precisa. Assim, preparamos dicas do que fazer faltando 6 meses, 3 meses, 1 mês e uma semana para o Enem.

Como estudar o conteúdo do Enem em pouco tempo?

Se você deixou para estudar faltando poucos meses para o Enem, sem pânico! Ainda dá para se preparar. O segredo é estabelecer uma rotina de estudos organizada e focada nas disciplinas que você tem mais dificuldade, além dos temas mais recorrentes na prova.

Antes disso, avalie o tempo que você tem disponível para estudar. Veja também a concorrência e as notas de corte do seu curso nas universidades públicas ou no Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Dessa forma, você consegue descobrir quanto precisa tirar para garantir uma aprovação.

A seguir, veremos como dividir seu tempo de estudo em diferentes períodos até o dia da prova.

Estudar para o Enem: 6 meses antes das provas

A seis meses do Enem, é importante começar uma rotina de estudos organizada. Algumas estratégias que você pode adotar são:

Elaborar um cronograma de estudos

Distribua as disciplinas ao longo da semana, dedicando mais tempo àquelas que exigem maior esforço. Ao estabelecer um cronograma detalhado, você mantém a consistência dos estudos e evita o acúmulo de conteúdo, garantindo uma preparação mais eficaz e balanceada.

Claro que cada candidato tem a sua realidade e um ritmo próprio. Mas, é diante disso que a organização deve vir. Se você trabalha durante a manhã e estuda no período da tarde, trace as tarefas do dia considerando as suas horas disponíveis.

Outro ponto positivo de seguir uma rotina é que isso ajuda a reduzir sua ansiedade, pois você foca em cumprir metas pré-definidas, em vez de tentar realizar muitas tarefas ao mesmo tempo.

Identificar as disciplinas que têm mais peso na sua nota

Assim como nem todos os conteúdos merecem 100% da sua dedicação, nem todas as matérias precisam ser estudadas da mesma forma. Elas podem ter pesos diferentes de acordo com o curso ou a universidade que você escolher.

Por exemplo, quem deseja cursar Engenharia Civil, provavelmente, dará atenção especial à Física e à Matemática; enquanto o candidato de Medicina, vai focar em Biologia e Química. Tenha isso em mente ao fazer o seu planejamento de estudos!

Priorizar os assuntos de maior incidência

Temos uma equipe incrível que frequentemente avalia a incidência de assuntos no Enem. Ou seja, assim como qualquer vestibular do Brasil, o Enem tem conteúdos que são mais cobrados do que outros.

Na plataforma do Aprova Total, é possível encontrar uma análise completa de todas as áreas:

  • Ciências da Natureza e suas tecnologias;
  • Ciências Humanas de suas tecnologias;
  • Linguagens, códigos e suas tecnologias;
  • Matemática e suas tecnologias;
  • Redação.

Então, se você é um estudante esperto (e sabemos que é!), entende que focar nos temas mais recorrentes na prova dá mais chances de conseguir uma boa nota.

Utilizar métodos de estudo para melhorar o rendimento

Adotar métodos de estudo eficientes pode fazer uma grande diferença no seu desempenho e na retenção de informações. Um dos métodos mais recomendados é o Cornell, mas existem várias outras técnicas que você pode explorar para otimizar seu aprendizado.

Recomendação de como usar o Método Cornell

O método Cornell é uma técnica de anotação que ajuda a organizar seus resumos de forma eficiente, divididos em três seções: notas principais, palavras-chave e um resumo.

Saiba como aplicá-lo em fichamentos estratégicos na sua própria rotina de estudos:

  1. Durante a aula ou estudo: anote as informações principais na seção maior da página.
  2. Após a aula ou estudo: revise suas anotações e escreva palavras-chave em lista.
  3. Ao final do dia: escreva um resumo conciso do que foi estudado.
Ilustração do Método Cornell de anotações com seções rotuladas para "Título", "Anotações", "Perguntas" e "Sumário", delineadas por linhas azuis para separação.
Confira como elaborar suas anotações a partir do Método Cornell (Imagem: Aprova Total)

Outros métodos de estudo eficazes

Além do método Cornell, existem outras técnicas que podem melhorar seu rendimento:

  • Mapas mentais: comece com um tema central e ramifique para subtemas e outros breves detalhes. Dessa forma, criará diagramas visuais para organizar as informações;
  • Técnica Pomodoro: use esse método de gestão de tempo que divide o estudo em intervalos de 25 minutos (chamados de "pomodoros"), seguidos por uma breve pausa;
  • Flashcards: escreva perguntas ou termos de um lado do cartão e respostas ou definições do outro. Depois, use os flashcards para exercitar revisões com frequência;
  • Técnica Feynman: estude um conceito, depois explique-o como se estivesse ensinando alguém. Assim poderá identificar lacunas no seu conhecimento e revisar até que possa explicar claramente.

👉 Leia também: Dicas de estudo e organização para melhorar o seu desempenho

Fazer simulados regularmente para aprimorar suas habilidades

Realizar simulados frequentes é uma prática fundamental para quem está se preparando para o Enem. Além de permitir que você avalie seu progresso, eles oferecem uma série de benefícios que podem fazer a diferença no dia da prova. Com eles, é possível:

  • Identificar pontos fortes e fracos: descubra em quais matérias você está indo bem e quais precisam de mais atenção;
  • Mensurar o aprendizado: compare os resultados dos simulados ao longo dos meses para verificar sua evolução;
  • Ajustar o cronograma de estudos: baseado nos resultados, adapte seu plano de estudos para focar nas áreas que necessitam de mais dedicação.

Nos seis meses anteriores à prova, prefira fazer simulados por disciplinas ou de conteúdos específicos. Por exemplo, se você estudou regra de três, resolva diversas questões do Enem sobre esse tema.

Acompanhar as notícias com frequência

A prova do Enem inclui questões relacionadas a eventos atuais, tornando essencial se informar sobre o que acontece no mundo. Ler notícias diariamente e discutir tópicos relevantes ajuda a desenvolver uma visão crítica e a aumentar seu repertório sociocultural, elementos especialmente úteis para a redação.

Para isso, acompanhe fontes confiáveis de informação, como jornais, portais de notícias e revistas especializadas. Além de ler, assista a vídeos de análises e participe de debates e discussões sobre os principais temas do momento.

Dessa forma, você adquire segurança para responder a questões que envolvem atualidades e terá um embasamento sólido para construir uma boa argumentação na redação.

Treinar a redação semanalmente

A redação é uma parte importante do Enem e exige prática constante. Portanto, recomendamos que você siga essas dicas:

  • Escreva uma redação por semana: escolha temas variados e relevantes para o Enem;
  • Peça correções bem detalhadas: peça para alguém corrigir suas redações, dando feedbacks;
  • Faça revisões: verifique os pontos que errou, corrija o texto, e assista videoaulas ou leia materiais que ajudem você a melhorar;
  • Conheça as competências: descubra como funcionam as cinco competências que a banca de correção avalia e saiba como melhorar seu desempenho em cada uma.

👉 Leia também: Como estruturar uma redação no modelo Enem?

banner

Estudar para o Enem: 3 meses antes das provas

Com três meses restantes, a autodisciplina é crucial. Veja como aproveitar esse tempo da melhor maneira:

Estabeleça metas semanais

Definir metas de estudo semanais é uma estratégia eficaz para manter a motivação e o foco durante a preparação para o Enem. As metas devem ser realistas e alcançáveis, permitindo um progresso constante sem sobrecarregar você.

Para isso, divida o conteúdo de estudo em partes menores e específicas, estabelecendo o que deve ser revisado a cada semana. Por exemplo, ao invés de simplesmente decidir "estudar Matemática", defina uma meta como "completar os exercícios de álgebra e revisar geometria".

Ao atingir essas metas, você terá a sensação de tarefa cumprida, que ajudará a manter sua motivação elevada. E ao final de cada semana, avalie seu progresso e ajuste suas metas conforme necessário para continuar avançando de maneira equilibrada.

Revise provas anteriores

Analisar as questões de provas passadas é uma ótima estratégia para entender o formato do Enem e identificar a recorrência de determinados temas. Ao revisar provas anteriores, você pode:

  • Familiarizar-se com o estilo das questões: entenda como as perguntas são formuladas e quais são os padrões de resposta esperados;
  • Treinar a resolução de problemas: pratique resolver questões semelhantes às que encontrará no exame, melhorando suas habilidades;
  • Avaliar seu desempenho: utilize as provas anteriores para testar seu conhecimento e identificar áreas que ainda precisam de atenção nessa reta final.

Mergulhar nas provas passadas não é só estudar, é construir uma base de conhecimentos! Ao revisar exames antigos, você traça uma rota estratégica para responder bem às perguntas do Enem.

Diversifique suas fontes de estudo

Para tornar o aprendizado mais dinâmico e eficaz (e não desanimar!), é importante diversificar suas fontes de estudo. Utilize uma combinação de livros, apostilas, vídeos, podcasts e plataformas de estudo online. Essa variedade ajuda a manter o interesse e facilita a compreensão de tópicos complexos.

No Aprova, oferecemos estratégias variadas para otimizar seu desempenho. Um exemplo é o AprovaDocs, série de webdocumentários semanais que aborda temas importantes para aumentar seu repertório sociocultural, essencial para uma boa redação no Enem.

No canal do Aprova no YouTube, é possível assistir gratuitamente aos episódios 1 e 2. Os temas são Consequências do Uso Excessivo de Plástico Arquitetura Hostil. Veja mais a seguir:

Estudar para o Enem: 1 mês antes das provas

Com apenas 1 mês para o Enem, é hora de revisar e consolidar o conhecimento adquirido.

Assista às videoaulas de revisão

Aproveite este último mês para assistir às revisões dos temas que mais caem no Enem. Os vídeos podem ser uma boa estratégia para relembrar um assunto que estudou no início do ano.

Professores especialistas também podem oferecer dicas sobre a prova e macetes para lembrar fórmulas ou conceitos. Dessa forma, sua memória fica afiada para o exame!

Faça simulados completos

Fazer simulados completos é uma excelente maneira de revisar o conteúdo e preparar-se para as provas. Nesse caso, inclua todas as matérias para testar sua resistência e capacidade de concentração. Isso também pode ajudar você a familiarizar-se com a pressão do dia da prova.

Assim, pratique responder às questões dentro do tempo estipulado para cada sessão e ajuste suas estratégias conforme necessário. Ao focar na redação e nos simulados, você estará confiante para enfrentar o Enem!

Descubra o que pode prejudicar a sua nota no Enem

Antes de fazer a prova, é interessante conhecer os critérios de correção do exame, principalmente da redação, e saber o que pode afetar sua nota negativamente ou render um zero, como:

  • assinar a redação ou desenhar na folha oficial;
  • copiar os textos motivadores;
  • usar gírias, xingamentos ou termos vulgares;
  • ferir os direitos humanos na conclusão.

👉 Leia também:

Saiba como se preparar para o Enem com aulas de redação online

10 erros para não cometer na redação do Enem

Estudar para o Enem: 1 semana antes das provas

Na última semana antes do Enem, o foco deve ser na revisão leve e no descanso. Para começar, releia resumos e mapas mentais, evitando aprender novos conteúdos; ao invés disso, concentre-se no que já estudou para reforçar seu conhecimento.

Além disso, é essencial garantir boas noites de sono e incluir momentos de lazer na sua rotina. A dica de ouro aqui é incluir atividades como assistir a filmes e séries ou ler livros que podem ser relaxantes e, ao mesmo tempo, ampliar seu repertório sociocultural para o exame.

Outro passo muito importante é manter uma boa alimentação e fazer exercícios para relaxar. Essas práticas ajudam a controlar a ansiedade e melhorar a disposição, garantindo que você esteja no seu melhor estado físico e mental no dia da prova.

Conclusão: não deixe para estudar na última hora!

Estudar para o Enem ou para outros vestibulares não precisa ser um terror. Basta planejar seu estudo com antecedência, seguir um cronograma organizado e agregar diferentes métodos de aprendizado!

Lembre-se de que é crucial também cuidar da sua saúde mental e física a todo o momento. A aprovação é uma consequência de uma preparação bem estruturada e equilibrada. Dessa forma, você estará mais preparado e confiante para enfrentar as provas. Vamos juntos nessa missão, fechou?

👉 Leia também: Aprova Total é realmente bom? Saiba tudo sobre a plataforma!

Quer se preparar para o Enem e vestibulares com os melhores professores e conteúdos de qualidade? Inscreva-se no Aprova Total e garanta sua aprovação!

banner

TEMAS:

avatar
Carol Firmino

Jornalista, mestra e doutora em Comunicação pela Unesp. É editora no blog do Aprova Total e está sempre antenada ao universo da educação, com foco no Enem e na preparação para os grandes vestibulares do país. Tem passagens por veículos como Nova Escola, B9, UOL e Época Negócios.

Ver mais artigos de Carol Firmino >

Jornalista, mestra e doutora em Comunicação pela Unesp. É editora no blog do Aprova Total e está sempre antenada ao universo da educação, com foco no Enem e na preparação para os grandes vestibulares do país. Tem passagens por veículos como Nova Escola, B9, UOL e Época Negócios.

Ver mais artigos de Carol Firmino >

Compartilhe essa publicação:

Veja Também

Assine a newsletter do Aprova Total

Você receberá apenas nossos conteúdos. Não enviaremos spam nem comercializaremos os seus dados.