Destaque homepage Em alta Vestibulares

Entenda o que é o vestibular e como ele funciona

Está pensando em fazer uma faculdade? Então descubra como funcionam e quais são os tipos de provas que dão acesso ao Ensino Superior no Brasil

Acessibilidade

Se você chegou até aqui é porque, provavelmente, tem dúvidas sobre o que é um vestibular e como ele funciona. De forma simples, o vestibular é uma avaliação para selecionar estudantes para instituições de Ensino Superior no Brasil. E não pense que são poucas!

De acordo com o último censo realizado pelo Ministério da Educação (MEC), são cerca de 2,5 mil, entre universidades, centros universitários, faculdades, institutos e centros federais de educação tecnológica. E para ingressar em qualquer um deles, a principal porta de acesso é o vestibular.

Por isso, resolvemos detalhar o que é esse processo seletivo e quais são as suas particularidades! Nesta publicação, falamos sobre todos os tipos de vestibulares que existem no Brasil e como se preparar para garantir sua aprovação. Confira!

O que é o vestibular?

O vestibular é um processo de seleção para identificar se os candidatos possuem as competências e habilidades necessárias para fazer um curso de Ensino Superior. Em outras palavras, é uma prova que avalia os conhecimentos dos alunos antes de ingressarem em universidades ou institutos.

As avaliações costumam cobrar conteúdos do Ensino Médio. Isso inclui as disciplinas básicas - como Matemática, Português, História, Geografia, Biologia, Física e Química - e, muitas vezes, Língua Estrangeira e Redação.

O processo seletivo pode ocorrer em uma única fase ou em mais etapas. Em universidades públicas, é comum que a primeira fase seja eliminatória e a segunda, classificatória. Já em instituições privadas, a maioria ocorre em uma única fase, também classificatória.

Ou seja, as notas dos participantes são organizadas de forma decrescente (da maior para a menor) até ocupar o número de vagas disponíveis em cada curso ou modalidade (cotas sociais, socioeconômicas e outras).

Como funciona o vestibular?

Meses antes das provas, as universidades ou institutos divulgam o calendário dos processos seletivos, com informações sobre datas de inscrição, aplicação dos exames e divulgação de resultados.

Normalmente, também publicam editais, que trazem informações sobre critérios de avaliação, funcionamento das cotas, cálculo das notas e classificação.

A primeira etapa do vestibular é a inscrição. As instituições públicas costumam definir um período específico para que os interessados possam se inscrever, que varia entre uma semana e um mês. Por isso, é importante atentar-se às datas!

Além disso, precisam pagar a taxa de inscrição do vestibular. Mas, caso se enquadrem nos critérios socioeconômicos, também é possível solicitar a isenção ou redução da taxa. O ideal, nesses casos, é ler o edital para se informar sobre as normas.

A próxima etapa consiste em realizar as provas do vestibular em datas e horários definidos pela universidade. Nesse caso, há diversas modalidades.

As instituições públicas, por exemplo, costumam definir somente uma data para todos os candidatos. Já as particulares, além de aplicarem as provas em um único dia, também oferecem vestibulares agendados ou on-line.

Estudante fazendo prova de vestibular com lápis preto
Durante o treino para o vestibular, é importante fazer simulados e conhecer o formato das provas e perguntas (Imagem: Adobe Stock)

As provas podem ter questões de múltipla escolha (com alternativas A, B, C, D e E, em que só uma é correta) ou discursivas, em que o candidato deve escrever a resposta por extenso.

Geralmente, as avaliações têm entre 60 e 90 questões. E, dependendo do curso - como Música, Design, Arquitetura, Artes Visuais, entre outros -, as universidades podem exigir testes de habilidades específicas ou entrevistas presenciais.

Após essa etapa, as provas são corrigidas - de acordo com os critérios definidos por cada instituição - e os candidatos são classificados conforme as notas finais que tiraram.

banner

Qual é a diferença entre o Enem e o vestibular?

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como o nome indica, é uma prova aplicada anualmente pelo MEC para avaliar os conhecimentos dos alunos no último ano do Ensino Médio ou que já concluíram essa etapa de ensino. Ou seja, é uma prova unificada para todo o país.

São dois dias de avaliações, totalizando 180 questões e uma redação. No entanto, o Enem por si só não garante acesso à uma universidade. É preciso participar de processos seletivos como SiSU, ProUni e Fies, que utilizam a nota desse exame.

Já o vestibular tem formato próprio e permite o ingresso direto em uma faculdade específica. Por exemplo, para concorrer às vagas da Universidade de São Paulo (USP), é preciso participar do vestibular da Fuvest.

O número de questões pode variar conforme o vestibular, assim como o modelo de redação (além do texto dissertativo-argumentativo, pode solicitar cartas, discursos, etc). Também é possível que cobre conteúdos de Literatura, exigindo leituras obrigatórias.

👉 Leia também: Saiba como se preparar para o Enem com aulas de redação online

Como entrar na faculdade com a nota do Enem?

Estudar especialmente para cada modelo de vestibular pode ser uma tarefa difícil, principalmente porque algumas provas regionais pedem informações históricas ou geográficas do estado em que estão localizadas. Assim, muitos estudantes preferem focar no Enem.

Além de o exame ser nacional, a nota obtida pode ser utilizada para ingressar em universidades e institutos públicos e particulares através de diversos programas do Governo Federal. São eles:

  • Sistema de Seleção Unificada (SiSU): ocorre uma vez ao ano. Durante uma semana, os inscritos selecionam dois cursos de sua preferência em instituições públicas de todo o país. Os melhores classificados dentre o número de vagas disponíveis são convocados para as matrículas;
  • Programa Universidade para Todos (ProUni): concede bolsas de estudo de 50% ou 100% em universidades privadas. Possui critérios específicos de renda e nota mínima, e acontece duas vezes ao ano;
  • Fundo de Financiamento Estudantil (Fies): esse programa oferece financiamento de mensalidades de universidades particulares com os juros bem abaixo do mercado. Assim como o ProUni, tem critérios específicos de seleção e ocorre em duas edições.

Veja mais detalhes sobre essas e outras maneiras de como usar a nota do Enem para garantir uma vaga no Ensino Superior.

Quais são os tipos de vestibulares?

No Brasil, existem diferentes tipos de vestibulares. Aqui, selecionamos e explicamos os principais:

Vestibular tradicional

Essa é a forma clássica de ingresso, como explicamos acima. No vestibular tradicional, todos os alunos comparecem aos locais de prova no mesmo dia e horário.

Para início do curso no primeiro semestre, as provas costumam ocorrer entre os meses de outubro e dezembro do ano anterior. Já para o ingresso no segundo semestre - ou vestibulares de inverno -, as avaliações são aplicadas nos meses de junho e julho do mesmo ano.

Vestibular seriado

Também conhecido como Processo Seletivo Seriado (PSS) ou Processo de Avaliação Seriada (PAS), esse método avalia os candidatos durantes os três anos do Ensino Médio. Ao final de cada série, eles realizam uma prova e, apenas no último ano, escolhem o curso que desejam.

Após a realização das três provas, é feita uma média dos resultados - que pode ser ponderada (ter pesos diferentes), a depender dos critérios da instituição. Depois, as vagas são preenchidas conforme a pontuação dos candidatos.

A vantagem desse processo está em medir o desempenho de forma gradual. Assim, se o candidato obtiver uma nota ruim em um ano, pode tentar recuperar no seguinte. Dessa forma, é capaz de identificar os pontos em que pode melhorar ou que deve estudar mais.

🎓 Algumas universidades permitem, no último ano, que os candidatos façam o vestibular seriado e o tradicional. Assim, é uma chance extra de garantir uma vaga!

Vestibular agendado

O vestibular agendado é uma forma de avaliação comum entre universidades particulares. Nesse caso, o candidato escolhe a melhor data e horário para realizar as provas. Assim, é mais flexível.

Normalmente, são avaliações compostas de perguntas de múltipla escolha e que podem (ou não) solicitar uma redação.

Vestibular online

O vestibular online acontece por meio da internet, e é comum para ingresso em universidades particulares, principalmente em cursos a distância ou semipresenciais.

Normalmente, as instituições enviam um link no e-mail ou WhatsApp, para que você acesse e responda às perguntas em um tempo determinado. Então, nesse caso, não é preciso se deslocar até a instituição ou local de prova para realizar a avaliação.

O exame pode ter questões de múltipla escolha ou discursivas, e redação.

Vestibular indígena

Além dos tipos de vestibulares citados acima, é importante destacar que algumas universidades também oferecem vestibulares exclusivos para estudantes indígenas de escolas públicas ou bolsistas em escolas particulares.

Alguns exemplos são a Universidade de Brasília (Unb), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).

Nesse caso, o vestibular possui edital próprio e pode ter datas de aplicação diferentes da prova tradicional.

👉 Leia também: 8 dicas para descobrir qual é a melhor universidade para você

banner

Principais dúvidas sobre o vestibular

Escolher a universidade ou o curso dos sonhos não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Ainda mais com tantos processos seletivos e métodos de ingresso disponíveis no país!

Para acabar de vez com as suas dúvidas, reunimos as principais questões dos estudantes sobre o universo dos vestibulares.

É obrigatório fazer vestibular para entrar na faculdade?

Para a maioria das instituições, é obrigatório fazer o vestibular! Isso se as vagas não forem oferecidas pelo SiSU, ProUni ou Fies.

Além disso, algumas permitem o ingresso direto via nota do Enem, sem a realização do vestibular. Por exemplo, o Enem-USP, o Enem-Unicamp e as vagas remanescentes da Unesp.

Tem que pagar para fazer vestibular?

A maioria das instituições cobra uma taxa de inscrição para aplicar as provas dos vestibulares.

No entanto, é possível solicitar redução ou isenção dessa taxa. Para isso, verifique as orientações do edital do processo seletivo e veja se você se enquadra nos critérios de renda ou escolaridade.

É preciso fazer vestibular para entrar na faculdade particular?

Tradicionalmente, as faculdades particulares solicitam que os alunos façam um vestibular, seja o tradicional, online ou agendado.

No entanto, quando se trata do ProUni ou Fies, o próprio Enem já é considerado como uma forma de avaliação. Assim, se esses forem os programas escolhidos, não é preciso fazer o vestibular específico da instituição.

Qual a idade mínima para fazer vestibular?

Não há uma idade mínima para fazer o vestibular. Por isso, ainda nos primeiros anos do Ensino Médio, muitos jovens prestam as provas na modalidade treineiro - que não dá direito à uma vaga na universidade e serve apenas para fins de avaliação de desempenho.

Para conseguir efetuar a matrícula em uma instituição de Ensino Superior, é necessário ter concluído o Ensino Médio até o ano de ingresso na instituição.

O que acontece depois de ser aprovado no vestibular?

Após a divulgação dos resultados e confirmação da sua aprovação, você deve seguir os procedimentos de matrícula.

Algumas instituições trabalham com o sistema de pré-matrícula, em que você confirma seu interesse pela vaga e envia os documentos de forma online. Em seguida, deve comparecer à universidade ou instituto para concretizar sua matrícula. Outras já pedem que você compareça imediatamente ao local das aulas.

Por isso, é preciso ter atenção às informações específicas dos editais e procedimentos.

Como passar no vestibular com o Aprova Total

Garantir uma vaga em uma universidade renomada e concorrida não é uma tarefa fácil! Para isso, é preciso organizar os estudos, entender a estrutura do vestibular e focar nos assuntos mais frequentes nas provas.

Se você precisa de ajuda, conte com o Aprova Total! A plataforma oferece:

  • milhares de videoaulas, do básico ao avançado, com professores especializados;
  • simulados semanais ou gerais com ferramentas de autoavaliação e mais de 30 mil exercícios;
  • apostilas e mapas mentais para enriquecer seus estudos;
  • correção de redações com feedback detalhado e indicações para melhorar suas habilidades;
  • webdocumentários (os AprovaDocs) para adquirir repertório sociocultural;
  • aulas semanais de atualidades para você ficar sempre por dentro das notícias;
  • análises regionais exclusivas, direcionadas para quem está se preparando para vestibulares em estados específicos do Brasil, como universidades estaduais;
  • resumos e explicações das obras literárias obrigatórias dos principais vestibulares.

🥇 Quer se preparar para os vestibulares com quem mais entende do assunto? O Aprova Total é o maior especialista no ensino digital e tem as melhores videoaulas e os melhores professores. Matricule-se já!

banner

TEMAS:

avatar
Érica Travain

Jornalista e colaboradora do Aprova Total, com 10 anos de experiência na redação de textos para revistas, sites e blogs sobre educação, saúde, comportamento e tecnologia.

Ver mais artigos de Érica Travain >

Jornalista e colaboradora do Aprova Total, com 10 anos de experiência na redação de textos para revistas, sites e blogs sobre educação, saúde, comportamento e tecnologia.

Ver mais artigos de Érica Travain >

Compartilhe essa publicação:

Veja Também

Assine a newsletter do Aprova Total

Você receberá apenas nossos conteúdos. Não enviaremos spam nem comercializaremos os seus dados.