ENEM Sisu

SiSU 2024: tudo o que você precisa saber

As inscrições para o Sisu 2024 acontecem entre 22 e 25 de janeiro. Saiba como conquistar sua vaga usando a nota do Enem

Acessibilidade

O SiSU é uma parte importante da vida dos estudantes. Afinal, é a principal porta de entrada para o Ensino Superior brasileiro. E para ajudar você a aumentar as chances de conquistar uma vaga e ser aprovado no curso dos sonhos, a equipe do Aprova Total preparou um guia completo sobre o SiSU.

Nesta edição, as inscrições começam no dia 22 de janeiro e vão até o dia 25. Saiba como como fazer a sua inscrição, conheça as modalidades de ingresso e veja como escolher as melhores opções. Vem com a gente! 😎

Quando abrem as inscrições para o SiSU 2024?

As inscrições do SiSU 2024 acontecem entre 22 e 25 de janeiro. Até 2023, o SiSU acontecia duas vezes ao ano, no primeiro e no segundo semestre. A seleção de ambas as edições era feita com base nas notas obtidas pelos candidatos no Enem do ano anterior. Porém, em 2024, o SiSU contará apenas com uma edição.

De acordo com o MEC, a nova medida de ofertar todas as vagas do SiSU em uma única edição, prevista para janeiro de 2024, deve reduzir o número de vagas ociosas. Isso ocorre porque candidatos frequentemente mudavam de instituição após serem aprovados na segunda edição do processo, que normalmente acontecia no meio do ano.

As inscrições serão feitas pela internet no Portal Único de Acesso ao Ensino Superior.

Calendário do SiSU 2024

Confira as datas do processo seletivo do Sisu 2024:

  • 22 de janeiro: início das inscrições
  • 25 de janeiro: término das inscrições
  • 30 de janeiro: divulgação dos resultados
  • 1º de fevereiro: início do período de matrícula
  • 7 de fevereiro: término do período de matrícula

20 cursos com mais vagas no SiSU 2024

Segundo dados do Ministério da Educação, esses são os 20 cursos com mais vagas no SiSU 2024:

Curso Vagas ofertadas 
Pedagogia 9.952 
Administração 9.385 
Matemática 8.585 
Ciências Biológicas  8.523 
Direito 7.871 
Química 6.793 
Física 6.648 
Engenharia Civil 6.057 
Medicina 5.733 
10 Ciências Contábeis 5.512 
11 História 5.446 
12 Agronomia 5.396 
13 Geografia 5.387 
14 Ciência da Computação 4.599 
15 Enfermagem 4.565 
16 Ciências Econômicas 4.527 
17 Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia 4.473 
18 Engenharia Elétrica 4.208 
19 Engenharia Mecânica 4.208 
20 Educação Física 4.088 

O que é o SiSU? Quando surgiu o programa?

O SiSU é o Sistema de Seleção Unificada, programa do Ministério da Educação que usa o desempenho do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar estudantes para vagas em universidades federais ou estaduais.

A nota do Enem serve para classificar os participantes inscritos, por curso e modalidade de concorrência, de acordo com o limite de vagas.

O programa foi criado pelo Governo Federal em 2010, como forma de centralizar os vestibulares de diversas instituições públicas de ensino. O intuito era tornar o processo de ocupação das vagas mais barato e eficiente, com a eliminação dos gastos de cada instituição com vestibulares próprios e promovendo a facilidade de acesso às vagas por todo o país com maior mobilidade geográfica.

Além disso, com a promulgação da Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012), sua implementação a partir de 2016 e a recente revisão em 2023, ampliou-se o acesso dos estudantes que cursaram integralmente o Ensino Médio em escolas públicas ao Ensino Superior.

Como o SiSU funciona?

O SiSU 2024 acontecerá em apenas uma edição, diferente de outros anos.

Em geral, o processo seletivo fica aberto durante quatro dias para receber as inscrições. Cada universidade insere suas vagas para seleção no SiSU e pode definir as regras que deseja para o cálculo da média das notas do participante, por exemplo, atribuindo peso a uma ou outra grande área.

Durante os dias de inscrição, o estudante pode modificar sua escolha quantas vezes quiser, mas tome cuidado: a opção que vai valer é a que estiver registrada no sistema no momento em que as inscrições forem encerradas.

Quem pode participar do SiSU?

Para se inscrever, é necessário realizar as provas da última edição do Enem na modalidade regular (ou seja, os inscritos como treineiros não podem participar) e ter tirado acima de zero na redação. Esses são os únicos pré-requisitos. O estudante pode se inscrever em até duas opções de curso e universidade.

Existe nota mínima para fazer a inscrição no SiSU?

Depende. No geral, o SiSU cobra apenas que o estudante não tenha zerado a prova da redação, mas não há nota mínima para o restante das provas.

Mas… como cada universidade pode estabelecer algumas regras para a seleção de suas vagas, é comum que algumas definam notas mínimas para as cinco provas em alguns cursos.

Calma, não são todas as universidades nem todos os cursos, mas vale dar uma conferida nas regras da universidade que você quer para já ir se preparando. 😉

Como é feito o cálculo da média do Enem para o SiSU?

Cada instituição de ensino define como será calculada a nota do SiSU no processo seletivo. Há universidades que optam pela boa e velha média aritmética -- a soma das notas divida pela quantidade de provas -- e outras escolhem a média ponderada, estabelecendo pesos para cada grande área. Vamos ver alguns exemplos para entender como funcionam esses cálculos.

Digamos que o desempenho da aluna X foi:

ProvaNota
Redação650,00
Linguagens723,89
Ciências Humanas625,96
Matemática676,54
Ciências da Natureza561,38

Universidade que não atribui peso às notas

A aluna X vai usar sua nota do Enem para se candidatar à vaga no curso de Economia em uma universidade federal no estado do Rio Grande do Sul. Vamos supor que a universidade não atribua nenhum peso às notas.

O cálculo da média da estudante, que será usado para sua candidatura, é feito com a média aritmética simples:

(650,00 + 723,89 + 625,96 + 676,54 + 561,38) / 5 = 647,554

Universidade que atribui peso às notas

Digamos que a aluna X mudou de ideia e decidiu usar sua nota do Enem para se candidatar à vaga no curso de Economia em uma universidade estadual na Bahia, mais perto de sua cidade natal - mas essa universidade atribui peso 2 à Redação e peso 4 à prova de Matemática.

O cálculo da média da estudante será:

((2 x 650,00) + 723,89 + 625,96 + (4 x 676,54) + 561,38) / (2 + 1 + 1 + 4 + 1) = 657,48

Como fazer a inscrição do SiSU?

Em linhas gerais, fazer a inscrição no SiSU é bastante simples. Veja o passo a passo:

Print com sistema de inscrições SiSU
Imagem: Reprodução - MEC (Ministério da Educação)
  1. Acesse o portal de acesso ao SiSU;
  2. Faça login no sistema a partir da sua conta GOV.BR, com o seu CPF;
  3. Confirme os dados para o SiSU entrar em contato com você. Depois da atualização, você está pronto para começar sua inscrição;
  4. Na tela "Minha inscrição", você pode escolher até duas opções de curso. É nesta tela também que você vai acompanhar sua inscrição durante todo o processo. Para começar, é só clicar em "Fazer inscrição na 1ª opção";
  5. No buscador "pesquisar vagas", você pode procurar pelo nome do município, nome da instituição ou nome do curso. O resultado traz os cursos e você pode clicar para ver mais detalhes e as modalidades disponíveis;
  6. Leia atentamente as modalidades disponíveis, escolha uma das opções para a qual pretende concorrer e clique em "Escolher esta modalidade" para continuar. Aliás, fique de olho nas informações de como comprovar as ações afirmativas no momento da matrícula, caso seja selecionado;
  7. Confira os dados do curso e modalidade de vaga que você escolheu, a documentação que será exigida pela instituição na matrícula e clique em “Confirmar minha inscrição”;
  8. Repita os passos caso deseje trocar a inscrição para outro curso (essa ação pode ser feita quantas vezes desejar até o fim do período de inscrição) ou siga para a 2ª opção;
  9. Na aba "Classificação parcial", você acompanha as notas de corte dos cursos e a sua classificação parcial durante o período de inscrição.

Como saber se minha inscrição no SiSU foi confirmada?

Após confirmar sua inscrição, você será redirecionado para a tela "Minha inscrição" e poderá conferir as informações da opção escolhida.

Você pode alterar suas opções somente durante o período de inscrições, quantas vezes desejar. Mas lembre-se de que a última inscrição confirmada é a válida para a seleção.

A inscrição confirmada pode ser consultada na aba "Classificação parcial".

Como funcionam a primeira e a segunda opções no SiSU?

Todo estudante pode se inscrever em duas opções de cursos. O sistema realiza a classificação de acordo com a ordem de opções definida pelo candidato. Ou seja, em primeiro lugar, a primeira opção escolhida e, depois, a segunda opção de curso.

Caso seja aprovado na primeira opção de curso, a nota do Enem não fará parte do cálculo para classificação na segunda opção. A segunda opção somente será considerada caso o estudante não garanta nota suficiente na primeira opção de escolha.

Mesmo que tenha nota para estar classificado dentro do número de vagas das duas opções escolhidas, a matrícula será permitida em apenas uma.

Quais os tipos de cursos oferecidos pelo SiSU?

O SiSU oferece quatro tipos de cursos, ofertados nas modalidades presencial ou à distância. Veja abaixo as características de cada um.

Bacharelado

O bacharelado é um curso superior de formação científica ou humanística que garante o grau de bacharel. A formação é ampla, permitindo que o aluno tenha contato com várias vertentes dentro de uma mesma profissão. Em média, tem duração de três a seis anos.

O diploma de bacharel é obrigatório para exercer determinadas profissões, como advogados, dentistas, fisioterapeutas, veterinários, entre outras.

Licenciatura

O curso superior de licenciatura confere competências para que o profissional atue como professor na educação básica. A licenciatura possui disciplinas relacionadas à formação docente, como didática, enquanto o bacharelado estuda tópicos gerais e específicos da área de conhecimento.

Em geral, a licenciatura solicita o estágio obrigatório, que irá garantir a experiência prática dos alunos. Letras, Física, Química, Matemática, História, Geografia, Ciências Biológicas e Artes Visuais são algumas das opções mais conhecidas. No Brasil, os cursos de licenciatura duram, em média, quatro anos.

Tecnólogo

Direcionado para quem planeja ingressar rapidamente no mercado de trabalho. A formação é mais curta do que um bacharelado, variando de dois a três anos. Apresenta uma grade curricular objetiva e prática, voltada à uma área de interesse específica.

Alguns exemplos de cursos são Segurança do Trabalho, Turismo, Gestão de Pessoas, Manutenção Industrial, Banco de Dados e Redes de Computadores.

⚠️ Atenção: a formação de tecnólogo é diferente de técnico. Este último é de nível médio (não superior), especializado em determinadas atividades profissionais.

Área Básica de Ingresso

A Área Básica de Ingresso são cursos que, após a conclusão de um ciclo ou conjunto básico de disciplinas, permitem que os estudantes escolham uma opção entre duas ou mais áreas de formações acadêmicas. Assim, o aluno estuda as mesmas disciplinas básicas e, depois, escolhe a vertente que deseja seguir.

Cursos de Engenharia, por exemplo, possuem várias formações acadêmicas, como Civil, Produção, Elétrica, Ambiental, entre outras. Letras, por sua vez, tem formações como Inglês, Espanhol, Francês, etc. Geralmente, cursos de bacharelado ou licenciatura são ofertados na modalidade Área Básica de Ingresso.

Como escolher um bom curso pelo SiSU?

As jornadas para o ingresso no Ensino Superior são as mais diversas. Há candidatos que já sabem qual carreira pretendem seguir, enquanto outros ainda se perguntam quais são os melhores cursos e universidades.

Você já deve ter escutado centenas de vezes a frase "O que você quer ser quando crescer?". A pergunta parece simples quando somos crianças, mas escolher o curso universitário não é tão fácil assim! Alguns critérios precisam ser levados em consideração, como avaliação da universidade (rankings nacionais e internacionais), condições financeiras do candidato, saúde mental e física.

Por exemplo, você está disposto a mudar de cidade ou estado? Precisará do suporte financeiro de familiares? É essa carreira que pretende seguir? Após fazer essas reflexões, é a hora de selecionar suas duas opções. E algumas estratégias podem ajudar a escolher um bom curso pelo SiSU.

Dicas para escolher o curso pelo SiSU

Busque as notas de corte dos anos anteriores, informe-se sobre o peso de cada prova do Enem para definição da nota final, procure quantas vezes as listas de chamada da sua opção costumam rodar e se as suas notas garantem uma chance de aprovação.

Acompanhe as notas de corte parciais todos os dias e, se preciso, troque a opção. As notas de corte ajudam a saber se você pode ser aprovado ou não.

Além disso, o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia a qualidade do Ensino Superior brasileiro, sendo uma fonte de informações sobre os cursos universitários do país. Você pode consultar os resultados do Enade por cursos ou instituições antes de fazer sua escolha no Sisu.

Outra fonte de informação é o World University Rankings (em tradução livre, Ranking Universitário Mundial) da organização Center for World University Rankings (CWUR). Anualmente, é divulgada a lista das melhores universidades do mundo, que tem como critérios empregabilidade dos alunos, pesquisa, corpo docente e outros. Você pode buscar a sua instituição na classificação de 2023.


👉 Leia também:

As melhores faculdades de Medicina do Brasil: confira lista de 7 escolas públicas de excelência

Ranking elege as 10 melhores universidades brasileiras


Como funciona a nota de corte do SiSU?

A nota de corte é a nota do último candidato aprovado em cada curso. Uma vez por dia, a partir do segundo dia de inscrição, o SiSU calcula a nota do inscrito que, naquele momento, ocupa o último lugar de aprovação.

Exemplo: um curso de Engenharia Civil de uma universidade de Alagoas oferece 30 vagas. Logo, a nota do candidato inscrito neste curso que estiver ocupando a 30ª posição (última possível para ser aprovado na primeira chamada) é a nota de corte.

Durante os dias da inscrição, o SiSU apresenta as notas de corte parciais, que são atualizadas uma vez por dia à medida que mais pessoas vão se inscrevendo nos cursos ou alterando as inscrições feitas antes. A nota de corte definitiva é registrada depois que o sistema é fechado, quando o resultado final é divulgado.

Diferença entre nota mínima e nota de corte

As instituições de ensino podem definir uma nota mínima das provas para classificação dos candidatos. Não é possível saber com antecedência qual será a de cada curso, apenas durante o período de inscrições.

A principal diferença é que a nota de corte varia conforme os candidatos selecionam suas opções diariamente, enquanto a nota mínima é fixa, definida pelas universidades. Além disso, as instituições podem estabelecer notas mínimas para uma ou mais provas, ou optar por não fixar uma nota.

No momento da inscrição, é exibido um aviso ao candidato de que a nota não é suficiente para selecionar o curso. Por isso, preste bastante atenção! Mas não desista, pois cada instituição tem suas regras para o processo seletivo.

Gif com Phoebe da série Friends aliviada
via GIPHY

Como usar a nota do Enem no SiSU

Quando o candidato faz o login no SiSU, o sistema faz a recuperação automática das notas da última edição do Enem válida para o processo seletivo. Ou seja, irá importar os dados do Enem 2023 para o SiSU 2024 automaticamente.

Quais universidades participam do SiSU?

65 instituições de Ensino Superior participaram do SiSU 2023.2. A lista com as universidades participantes e vagas da última edição pode ser consultada no site do SiSU. Na edição do primeiro semestre de 2023, 128 instituições públicas ofereceram vagas em 6.402 cursos de graduação.

A lista das universidades que irão disponibilizar vagas no SiSU 2024 deve ser divulgada oficialmente em breve. Mas já é possível conferir informações sobre algumas instituições participantes.

Maiores e menores notas de corte do SiSU

Anualmente, o SiSU divulga um relatório das notas de corte dos cursos e as vagas ofertadas. Confira as 10 maiores e menores notas de corte da edição do primeiro semestre de 2023.

Menores notas de corte do Sisu 2023.1 - Geral

InstituiçãoCampusCursoModalidadeNota de corte
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESPÍRITO SANTO (IFES)AracruzQuímica IndustrialCandidatos com deficiência que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).137,04
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO (UFRPE)Unidade Acadêmica de Serra TalhadaCiências EconômicasCandidatos com deficiência que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).211,71
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS (UFSCAR)Unidade SedeEngenharia CivilCandidatos com deficiência autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).240,38
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO (IFTM)UberabaCiências BiológicasCandidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).243,7
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO (UFRPE)Unidade Acadêmica de Serra TalhadaAdministraçãoCandidatos com deficiência que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).245,73
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA (IFBA)BarreirasMatemáticaCandidatos com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).252,8
UNIVERSIDADE FEDERAL DE JATAÍ (UFJ)Unidade SedeEnfermagemCandidatos com deficiência autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)253,34
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA (IFBA)BarreirasMatemáticaCandidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).258,64
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO (UFRPE)RecifeCiências BiológicasCandidatos com deficiência que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).260,2
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS (IFMG)Ouro PretoConservação e RestauroCandidatos com deficiência que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o Ensino médio em Escolas Públicas, no caso dos Cursos de Graduação.269,3

Menores notas de corte do SiSU 2023.1 - Ampla concorrência

InstituiçãoCampusCursoModalidadeNota de corte
UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA (UNILA)Parque Tecnológico ItaipuFilosofiaAmpla concorrência323,18
UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA (UNILA)Jardim UniversitárioMediação Cultural - Artes e LetrasAmpla concorrência366,2
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ (UNIOESTE)ToledoFilosofiaAmpla concorrência376,37
FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA (UNIPAMPA)ItaquiCiência e Tecnologia de AlimentosAmpla concorrência398,56
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (UEMS)Unidade Universitária de ParanaíbaCiências SociaisAmpla concorrência400,94
UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE (UFCG)CuitéFísicaAmpla concorrência412,8
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ (UTFPR)Pato BrancoQuímicaAmpla concorrência415,97
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ (UTFPR)ApucaranaQuímicaAmpla concorrência423,1
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS (UFPEL)UniversitárioAlimentosAmpla concorrência424,94
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE (FURG)Santo Antonio da PatrulhaCiências ExatasAmpla concorrência427,18

Maiores notas de corte do SiSU 2023.1 - Geral

InstituiçãoCampusCursoModalidadeNota de corte
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ (UNIFAP)Marco ZeroMedicinaBônus na nota923,9
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ (UNIFAP)Marco ZeroMedicinaAmpla concorrência923,9
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM)Faculdade de MedicinaMedicinaRes. 044/2015-CONSEPE - estabelece bonificações para os candidatos aos cursos de graduação da UFAM que tenham cursado integralmente o ensino médio em instituições de ensino situadas no estado do Amazonas911,64
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM)Faculdade de MedicinaMedicinaAmpla concorrência911,64
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE (UFRN)Escola MulticampiMedicinaque concluíram o Ensino Fundamental e cursaram todo o Ensino Médio em escolas regulares presenciais, públicas ou privadas, nas microrregiões de Borborema Potiguar-RN, Seridó Ocidental-RN, Seridó Oriental-RN, Agreste Potiguar-RN, Angicos-RN, Serra de Santana-RN, Vale do Açu-RN, Catolé do Rocha-PB, Curimataú Ocidental-PB, Curimataú Oriental-PB, Patos-PB, Seridó Ocidental Paraibano-PB, Seridó Oriental Paraibano-PB ou Sousa-PB, excluídos aqueles que concluíram o Ensino Fundamental e/ou o Ensino Médio por meio de exames supletivos.909,26
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE (UFRN)Escola MulticampiMedicinaAmpla concorrência909,26
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO (UFMA)PinheiroMedicinaconcorrentes às vagas de ampla concorrência para o Curso de Medicina - Campus Pinheiro, que concluíram todo o Ensino Médio (1º, 2º e 3º ano) em escolas regulares e presenciais do entorno de um raio de 150 km do município de Pinheiro, conforme Art. 6º da Res. CONSEPE nº 2.648-2022.901,13
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO (UFMA)PinheiroMedicinacandidatos concorrentes às vagas de ampla concorrência para o Curso de Medicina do Campus de Imperatriz ou Campus de Pinheiro ou Campus de São Luís (Cidade Universitária) que concluíram todo o Ensino Médio (1º, 2º e 3º ano) em escolas regulares e presenciais no Estado do Maranhão, conforme o Art. 3º, II, ou Art. 5º, II, ou 7º da Res. CONSEPE nº 2.648-2022.901,13
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO (UFMA)PinheiroMedicinaAmpla concorrência901,13
UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDONÓPOLIS (UFR)Unidade SedeMedicinaque cursaram integralmente o ensino médio em instituições de ensino situadas no estado de Mato Grosso896,84
UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDONÓPOLIS (UFR)Unidade SedeMedicinaAmpla concorrência896,84

Maiores notas de corte do SiSU 2023.1 - Ampla concorrência

InstituiçãoCampusCursoModalidadeNota de corte
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ (UNIFAP)Marco ZeroMedicinaAmpla concorrência923,9
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM)Faculdade de MedicinaMedicinaAmpla concorrência911,64
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE (UFRN)Escola MulticampiMedicinaAmpla concorrência909,26
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO (UFMA)PinheiroMedicinaconcorrentes às vagas de ampla concorrência para o Curso de Medicina - Campus Pinheiro, que concluíram todo o Ensino Médio (1º, 2º e 3º ano) em escolas regulares e presenciais do entorno de um raio de 150 km do município de Pinheiro, conforme Art. 6º da Res. CONSEPE nº 2.648-2022.901,13
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO (UFMA)PinheiroMedicinacandidatos concorrentes às vagas de ampla concorrência para o Curso de Medicina do Campus de Imperatriz ou Campus de Pinheiro ou Campus de São Luís (Cidade Universitária) que concluíram todo o Ensino Médio (1º, 2º e 3º ano) em escolas regulares e presenciais no Estado do Maranhão, conforme o Art. 3º, II, ou Art. 5º, II, ou 7º da Res. CONSEPE nº 2.648-2022.901,13
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO (UFMA)PinheiroMedicinaAmpla concorrência901,13
UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDONÓPOLIS (UFR)Unidade SEDEMedicinaAmpla concorrência896,84
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ (IFCE)FortalezaEngenharia de ComputaçãoAmpla concorrência888,22
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM)Unidade SedeDireitoAmpla concorrência874,35
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM)Unidade SedeDireitoAmpla concorrência870,74

Quando sai o resultado do SiSU 2024?

O resultado do SiSU 2024 será divulgado pelo Ministério da Educação no dia 30 de janeiro de 2024.

Critérios de desempate do SiSU

Os critérios de desempate do SiSU seguem o que está disposto no artigo 19 da Portaria Normativa do MEC nº 21, de 2012. A ordem de critérios a ser seguida é:

  • nota obtida na redação;
  • nota obtida na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • nota obtida na prova de Matemática e suas Tecnologias;
  • nota obtida na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • nota obtida na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Como saber se fui aprovado pelo SiSU?

O resultado do SiSU é divulgado poucos dias após o encerramento das inscrições. Você pode saber se foi aprovado:

  • consultando o boletim do candidato na página do Sisu;
  • através dos sites das instituições de ensino;
  • ou ainda ligando na Central de Atendimento do MEC pelo telefone 0800-616161.

Documentos necessários para a matrícula

Depois da aprovação no SiSU, é necessário fazer a matrícula. Há universidades que realizam essa etapa via internet, enquanto outras solicitam o comparecimento na instituição de ensino. Cada faculdade define os dias e horários para a confirmação da matrícula.

Dessa maneira, é necessário consultar os documentos necessários e prazos diretamente nos sites das instituições. No entanto, documentos que mais costumam ser cobrados são:

  • RG, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Carteira Profissional;
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Comprovante de Residência;
  • Título de Eleitor e comprovante eleitoral (para aqueles que já votaram);
  • Certificado de Conclusão do Ensino Médio (ou declaração provisória emitida pela instituição de ensino comprovando que o aluno concluiu o Ensino Médio);
  • Certidão de Nascimento ou Casamento;
  • Documento comprobatório de estar em dia com os serviços militares (para estudantes homens);
  • Fotos 3x4.

É possível que candidatos aprovados por cotas também tenham que apresentar na matrícula:

  • Autodeclaração étnico-racial;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante do Cadastro Único;
  • Declaração de isenção do Imposto de Renda;
  • Laudos médicos (para inscritos nas modalidade de pessoas com deficiência);
  • Informações sobre o povo indígena e lideranças da aldeia (para inscritos em cotas indígenas).

Quais são os tipos de cotas do SiSU?

Com a revisão da Lei de Cotas (Lei n.º 12.711/2012), o SiSU 2024 deve apresentar mudanças. A partir de agora, todos os estudantes irão competir pelas vagas da ampla concorrência. Ou seja, as vagas de políticas afirmativas serão preenchidas apenas se os cotistas não forem aprovados por meio da ampla concorrência.

Outra mudança importante é a redução da renda exigida para a cota socioeconômica. Esse valor passa a ser de um salário mínimo (R$1.320), antes era de 1,5 salário mínimo.

Dessa maneira, as cotas do SiSU 2024 devem atender os seguintes grupos:

  • estudantes que cursaram todo o Ensino Médio em escolas públicas;
  • candidatos de baixa renda;
  • autodeclarados pretos, pardos, indígenas e quilombolas;
  • pessoas com deficiência.

Algumas universidades e institutos também disponibilizam uma parcela de suas vagas às políticas afirmativas próprias. Por isso, fique de olho na hora da inscrição!

SiSU x ProUni x Fies: qual a diferença?

SiSU, Prouni e Fies são três programas do Governo Federal para o ingresso de estudantes no Ensino Superior, que têm como base a nota obtida no Enem. Veja as características e objetivos de cada um a seguir.

ProUni

O Programa Universidade Para Todos (Prouni) concede bolsas de estudo integrais ou parciais (50% do valor da mensalidade) em cursos de graduação de instituições de Ensino Superior privadas.

Para participar, é necessário ter feito pelo menos uma das duas últimas edições do Enem e ter obtido, no mínimo, 450 pontos em cada uma das cinco provas do exame, além de não ter zerado a redação.

O candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário mínimo, para obter a bolsa integral. Já para a bolsa parcial, a renda mensal per capita exigida é de até três salários mínimos.

Confiras as orientações do Aprova Total sobre outros critérios exigidos pelo programa e saiba como fazer sua inscrição no ProUni.

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), como o nome já dá a entender, é um programa que concede aos estudantes o financiamento de cursos superiores em instituições privadas.

Durante a graduação, o aluno paga mensalmente a parcela dos encargos educacionais não financiada ao agente financeiro (responsável pelo financiamento), como uma espécie de mensalidade acessível. Após a conclusão do curso, o estudante faz a amortização do saldo devedor total de acordo com a sua realidade financeira (se está trabalhando ou não).

Para se inscrever no Fies, é preciso que o candidato tenha participado do Enem a partir da edição de 2010, obtido média aritmética das notas das provas igual ou superior a 450 pontos e não tenha zerado a redação. Também é necessário possuir renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos.

💡 Saiba mais sobre como funciona o Fies e de que forma fazer sua inscrição.

Como conseguir uma vaga pelo SiSU?

O mais importante para conseguir uma vaga é prestar a prova do Enem! Seu desempenho é crucial para obter a aprovação em qualquer curso. Mas saber usar os critérios do Sisu a seu favor também faz toda a diferença!

Um dos segredos está na nota de corte parcial, informação mega importante que ajuda a tomar decisões durante o período de inscrições.

Como a nota parcial é atualizada no sistema antes do fim das inscrições, o estudante pode acompanhar as mudanças dia a dia. Assim, decide se vale a pena continuar em determinado curso ou se, para garantir uma aprovação, é melhor mudar.

Também é bem importante se munir do máximo de informações possíveis a respeito do quanto rodam as listas da universidade que quer. Se o curso desejado na universidade Y está com a nota de corte mais alta do que a sua média, vale ver o quanto as listas de chamada rodaram nos últimos anos para saber se compensa manter a inscrição no curso mesmo assim.

Em linhas gerais, o que podemos recomendar é o máximo de atenção às informações valiosas que o próprio Sisu dá e, se for possível para a sua realidade e para o seu sonho, ter menos apego a uma universidade específica. Lembre-se de que há ótimas instituições no país inteiro e, caso uma não dê certo, com certeza outra dará. Boa sorte! 🍀


banner perpétua

TEMAS:

avatar
Ana Lourenço

Jornalista colaboradora do Aprova Total. Trabalha na área de educação há 10 anos e hoje coordena equipes editoriais da área de Linguagens na educação básica. Como repórter, passou por Editora Abril, Quero Bolsa, SOMOS Educação, Instituto FHC, entre outros.

Ver mais artigos de Ana Lourenço >

Jornalista colaboradora do Aprova Total. Trabalha na área de educação há 10 anos e hoje coordena equipes editoriais da área de Linguagens na educação básica. Como repórter, passou por Editora Abril, Quero Bolsa, SOMOS Educação, Instituto FHC, entre outros.

Ver mais artigos de Ana Lourenço >

Compartilhe essa publicação:

Veja Também

Assine a newsletter do Aprova Total

Você receberá apenas nossos conteúdos. Não enviaremos spam nem comercializaremos os seus dados.