Línguas Estrangeiras

Inglês ou Espanhol no Enem: qual dessas línguas escolher?

É importante ressaltar que o exame avalia a interpretação de texto nos dois idiomas; veja quais pontos você deve considerar ao fazer essa escolha

Acessibilidade

Se você está se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas tem dúvidas sobre escolher entre Inglês ou Espanhol na prova de Língua Estrangeira (LE), não se preocupe. Nosso objetivo é falar sobre as duas opções para que cada um defina a mais adequada segundo o seu próprio repertório.

Neste artigo, vamos entender se uma dessas línguas é mais fácil e oferecer algumas dicas para contribuir na sua decisão.

Qual língua é mais fácil: Inglês ou Espanhol no Enem?

Muitos alunos se perguntam o que é mais fácil no Enem: Inglês ou Espanhol? Essa questão levanta debates sobre a concepção de que uma Língua Estrangeira pode ser mais "fácil" ou "difícil" que a outra. Mas, na realidade, essa percepção pode variar consideravelmente de pessoa para pessoa. 

O que você deve saber é que ambas as línguas apresentam complexidades e características únicas. Por exemplo: embora o Inglês tenha uma gramática relativamente mais simples em comparação com o Espanhol, suas particularidades e vocabulário específico podem representar desafios para alguns estudantes.

É importante ressaltar que o Enem avalia a interpretação textual nos dois idiomas. Portanto, as questões de leitura, interpretação e compreensão textual tendem a ser igualmente desafiadoras.

Assim, não há uma resposta definitiva sobre qual língua é mais fácil ou mais difícil, já que isso depende do nível de familiaridade do candidato com o idioma em questão.

Análise de questões de Língua Estrangeira

No Enem 2023, a prova apresentou dois textos literários, nas provas de Espanhol e Inglês, ambos abordando aspectos culturais e identitários de diferentes povos:

Questões inglês e espanhol
(Imagem: Reprodução/Inep)

O poema espanhol exalta a gastronomia espanhola como uma representação vívida da identidade cultural do país.

Usando rimas e aliterações, o texto descreve a diversidade de pratos típicos, como a tortilla de patatas e o gazpacho, e a conexão entre os sentidos do paladar e do olfato na experiência gastronômica. Assim, ressalta a importância da culinária como parte integrante da identidade cultural espanhola.

Já o poema inglês retrata a jornada de refugiados em uma viagem marítima, destacando as lágrimas, a esperança e a luta por uma nova vida.

Por meio de metáforas como "We carry tears in our eyes" e "We carry our islands sinking under the sea", o texto demonstra as experiências plurais desses indivíduos em busca de um lar e a importância da cultura e da identidade na construção de suas histórias.

Ou seja, ambos os textos compartilham o objetivo de transmitir aspectos culturais e identitários de forma poética, a partir de recursos literários específicos de suas línguas e culturas.

Enquanto o poema inglês enfatiza as experiências pessoais e a busca por pertencimento, o poema espanhol celebra as tradições culinárias e sua conexão com a identidade nacional. 

Língua estrangeira no Enem: qual devo escolher?

Ao escolher a Língua Estrangeira para o Enem, é fundamental considerar alguns pontos importantes, especialmente quando se tem conhecimento nas duas opções disponíveis. 

A princípio, é relevante avaliar seus interesses pessoais e objetivos futuros. Se você possui afinidade com a cultura e o idioma de um país específico, essa pode ser uma escolha relevante, pois facilitará o processo de aprendizado e o engajamento com o conteúdo.

Além disso, leve em conta suas metas acadêmicas e profissionais, optando pela língua que melhor se alinhe com seus planos.

Considere também a estrutura das questões de Língua Estrangeira no Enem para fazer uma escolha confortável e demonstrar o conhecimento de competências durante a prova.

Dicas importantes sobre Inglês ou Espanhol no Enem

Se você continua em dúvida, aqui vão algumas dicas:

  1. analise as características linguísticas de cada língua estrangeira, como gramática, vocabulário, fonética e estrutura de frase;
  2. considere qual língua parece mais intuitiva e/ou fácil de aprender para você, levando em conta sua familiaridade com outros idiomas ou características pessoais de aprendizado;
  3. verifique as oportunidades de estudo e vivência oferecidas para cada língua estrangeira;
  4. considere o tempo que você tem disponível para se dedicar ao estudo da língua estrangeira escolhida, pois algumas línguas podem exigir mais esforço devido à sua complexidade;
  5. escolha uma língua que você se sinta confortável em dedicar energia para aprender de forma consistente e eficaz.

👉 Leia também:

Espanhol no Enem 2024: conheça os assuntos mais cobrados

Enem 2024: confira as principais informações sobre a prova

Como as LEs são cobradas no Enem? 

A prova desafia os estudantes a demonstrarem habilidades específicas da Competência II, que foca no domínio de línguas estrangeiras modernas como meio de acesso a informações e culturas diversas.

Essa competência se desdobra em 4 habilidades específicas, como:

  • a associação de palavras e expressões ao tema de um texto (H5);
  • a utilização dos conhecimentos da Língua Estrangeira Moderna (LEM) e de seus mecanismos como meio de ampliar as possibilidades de acesso a informações, tecnologias e culturas (H6);
  • a capacidade de relacionar um texto em LEM às estruturas linguísticas e ao seu uso social (H7);
  • reconhecer a importância da produção cultural em LEM como representação da diversidade cultural e linguística (H8). 

Ou seja, não basta apenas compreender o conteúdo dos textos em Língua Estrangeira, é necessário contextualizá-los, compreender suas estruturas linguísticas e reconhecer sua relevância cultural e social.

No que diz respeito aos tipos de textos, o Enem engloba uma variedade de gêneros textuais, como textos da internet (postagens em redes sociais e artigos de blog), textos literários, publicitários e jornalísticos.

Além disso, os candidatos podem se deparar com charges e cartoons, que exigem interpretação tanto da linguagem verbal quanto da não verbal.

É essencial também saber lidar com vocabulário diversificado, incluindo expressões idiomáticas e falsos cognatos (principalmente entre Espanhol e Português) e termos específicos de cada contexto. 

Por fim, embora as questões não sejam diretamente relacionadas à gramática, conhecer a estrutura de cada língua pode ser útil para resolver questões mais complexas e evitar alternativas com elementos distratores.

banner

TEMAS:

avatar
Isabela Bertolette Braga

Analista pedagógica de Linguagens no Aprova Total. Graduanda em Letras - Espanhol (bacharelado) pela UFSC e Letras - Português e Inglês (licenciatura) pela UNOPAR.

Ver mais artigos de Isabela Bertolette Braga >

Analista pedagógica de Linguagens no Aprova Total. Graduanda em Letras - Espanhol (bacharelado) pela UFSC e Letras - Português e Inglês (licenciatura) pela UNOPAR.

Ver mais artigos de Isabela Bertolette Braga >

Compartilhe essa publicação:

Veja Também

Assine a newsletter do Aprova Total

Você receberá apenas nossos conteúdos. Não enviaremos spam nem comercializaremos os seus dados.