Ciências Humanas Destaque homepage Em alta Geografia

Entendendo o clima: variações, tipos e impactos globais

Quais fatores climáticos garantem que uma cidade seja mais quente ou mais fria? Por que existem lugares onde as estações do ano são indefinidas? Respondemos a essas e outras perguntas que explicam como é o clima na Terra

Acessibilidade

O clima, como fenômeno complexo e dinâmico, influencia diretamente a vida em todas as suas formas, moldando paisagens, ecossistemas e até mesmo as atividades humanas.

Nos últimos anos, por exemplo, as mudanças climáticas tornaram-se um dos tópicos mais discutidos globalmente, em contextos que vão da biodiversidade até a economia.

Neste artigo, vamos explorar o conceito de clima, suas variações e os impactos profundos que as alterações em seu curso normal podem gerar na Terra.

O que é clima?

Clima refere-se ao padrão de longo prazo das condições meteorológicas em uma determinada área. Isso inclui variáveis como temperatura, umidade, precipitação (chuva ou neve), vento e pressão atmosférica.

Tais condições climáticas são influenciadas por diversos elementos, como a radiação solar, a topografia do local, a circulação atmosférica e oceânica, entre outros.

Podemos dizer que o clima é uma média das condições atmosféricas coletadas e analisadas ao longo de muitos anos, geralmente décadas.

Fatores que influenciam o clima

O clima de uma região não é determinado por um único fator, mas por uma combinação complexa de elementos interconectados.

Diferentes fatores geográficos e ambientais desempenham papéis cruciais na formação das condições climáticas globais, cada um contribuindo de maneira única.

A seguir, você conhece os principais fatores que influenciam o clima ao redor do mundo:

Altitude

A altitude é fator primordial na determinação das condições climáticas, especialmente a temperatura.

Em maiores altitudes, o ar torna-se mais rarefeito, o que significa que há menos moléculas de ar para reter e transmitir calor. Consequentemente, quanto maior a altitude, mais baixas tendem a ser as temperaturas.

Esse fenômeno é observado em regiões montanhosas, onde as temperaturas caem significativamente com o aumento da altitude​​.

Latitude

A latitude afeta diretamente a intensidade e o ângulo dos raios solares que atingem a superfície terrestre, o que influencia a temperatura de uma região.

zonas climáticas da terra
Imagem: Aprova Total

Nas latitudes mais próximas aos polos, os raios solares chegam com ângulo mais inclinado, perdendo parte de sua energia ao atravessar uma maior extensão da atmosfera terrestre. Como resultado, essas áreas tendem a ser mais frias em comparação com as regiões equatoriais, onde os raios solares incidem de forma mais direta e concentrada​​.

Correntes marítimas

As correntes marítimas, que são grandes fluxos de água nos oceanos, têm uma influência significativa no clima das regiões costeiras. Águas quentes ou frias trazidas pelas correntes podem moderar as temperaturas locais, além de influenciar os padrões de precipitação.

Por exemplo, correntes quentes podem elevar a temperatura e aumentar a umidade do ar, resultando em climas amenos e chuvosos em áreas que, de outra forma, seriam mais frias e secas​​.

Massas de ar

As massas de ar são grandes volumes de ar que possuem características uniformes de temperatura e umidade, formadas sobre extensas áreas com condições climáticas consistentes. O movimento delas de uma região para outra é um fator determinante no clima temporário de uma área.

Ou seja, diferenças de pressão entre as massas de ar geram ventos e influenciam no clima ao transportar condições climáticas de uma região para outra​​.

Vegetação

A vegetação exerce um papel importante para determinar o clima de uma área através de processos como a evapotranspiração, que é a transferência de água do solo e das plantas para a atmosfera.

Este processo não apenas ajuda a regular a temperatura local, mas também contribui significativamente para a umidade do ar. Áreas com densa cobertura vegetal, como florestas tropicais, são capazes de manter um clima mais úmido e moderado por causa dessas interações​​.

Urbanização

A urbanização modifica o clima local, principalmente através da criação das chamadas "ilhas de calor urbano", onde áreas densamente construídas e altamente pavimentadas retêm mais calor do que as zonas rurais circundantes.

Esse fenômeno resulta em temperaturas mais altas nas áreas urbanizadas. Além disso, a redução da vegetação e o aumento das superfícies impermeáveis afetam os padrões de precipitação e a qualidade do ar nas cidades​​.

👉 Leia também: Conheça os principais problemas urbanos e suas causas

Tipos de clima no mundo

A classificação dos climas do mundo é essencial para compreender como diferentes fatores influenciam as características climáticas de várias regiões.

Baseando-se no método de Köppen, podemos categorizar os principais tipos de clima, que variam principalmente em função da temperatura e da umidade, conforme mostra o mapa abaixo:

Imagem: Aprova Total

Clima equatorial

Este clima ocorre próximo ao Equador, caracterizado por não ter estações bem definidas e apresentar alta umidade. A temperatura média fica em torno de 25°C durante todo o ano, com precipitações superiores a 2.000 mm anuais.

Clima equatorial - Floresta Amazônia (Imagem: Adobe Stock)
Floresta Amazônia (Imagem: Adobe Stock)

Regiões típicas incluem a Amazônia na América do Sul, a Floresta Equatorial do Congo na África e partes da Indonésia.

Clima mediterrâneo

Caracteriza-se por ter duas estações bem definidas: um verão quente e seco e um inverno ameno e chuvoso. Este clima ocorre principalmente ao redor do Mar Mediterrâneo, bem como na costa oeste dos Estados Unidos, Austrália, e Chile.

A temperatura média anual é de 22°C, e a pluviosidade varia entre 350 e 900 mm por ano, dependendo da região.

Clima semiárido

Este clima é encontrado próximo a regiões desérticas e caracteriza-se por ser extremamente seco e quente, com temperaturas médias de 27°C. As chuvas são escassas e irregulares, variando entre 300 mm e 800 mm por ano, e são comuns longos períodos de estiagem .

Clima desértico

Está presente em depressões nas regiões próximas aos trópicos de Capricórnio e Câncer, como no deserto do Saara e no Oriente Médio. O clima desértico possui uma grande amplitude térmica diária, chegando a temperaturas extremas de até 50°C durante o dia e negativas à noite.

A umidade é muito baixa, e a pluviosidade anual é menor que 250 mm.

Clima tropical

Comum entre os trópicos, este clima apresenta duas estações distintas: um verão quente e úmido e um inverno frio e seco. A temperatura média é de aproximadamente 20°C, com pluviosidade variando entre 1.000 e 2.000 mm por ano.

Praia da Barra, em Salvador, Bahia
Praia da Barra, em Salvador, Bahia (Imagem: Adobe Stock)

O clima tropical pode ser subdividido em tropical típico ou continental, tropical litorâneo e tropical de altitude, dependendo de fatores regionais como maritimidade e altitude.

Clima temperado

Este clima é típico de latitudes médias e se caracteriza por temperaturas mais amenas, com as quatro estações do ano bem definidas. A umidade varia conforme a localização, sendo mais úmida em áreas litorâneas e mais seca em regiões interiores.

Subdivisões incluem clima temperado oceânico, com umidade que permite invernos menos rigorosos, e clima temperado continental, com invernos mais rigorosos devido ao afastamento do litoral.

Clima subtropical

Localizado em áreas de transição entre os climas tropical e temperado, este clima está presente nas regiões acima do Trópico de Câncer e abaixo do Trópico de Capricórnio.

Stradbroke Island, Queensland, Austrália (Imagem: Adobe Stock)
Stradbroke Island, Queensland, Austrália (Imagem: Adobe Stock)

As temperaturas são amenas, com grande amplitude térmica ao longo do ano. As chuvas são bem distribuídas durante o ano, e as quatro estações são mais definidas do que no clima tropical.

Clima de montanha

Comum em regiões montanhosas, tem como característica a elevada amplitude térmica diária, ou seja, variações significativas de temperatura entre o dia e a noite.

Durante o dia, a temperatura pode ser relativamente alta devido à exposição ao sol, enquanto à noite, devido à ausência de nuvens e à menor densidade do ar, a temperatura pode cair rapidamente.

Além disso, pode apresentar variações significativas na quantidade de precipitação ao longo do ano.

Clima subpolar

Este clima é característico das áreas adjacentes às regiões polares e se distingue por suas duas estações claramente definidas: verões frescos, com temperaturas médias em torno de 10 °C; e invernos severos, onde as temperaturas frequentemente variam de 0 °C a -15 °C.

Altai, Rússia - clima subpolar
Altai, Rússia (Imagem: Adobe Stock)

O índice pluviométrico anual, incluindo precipitações que podem ocorrer na forma de neve, oscila entre 100 e 1.000 mm.

Clima polar

Localizado no Círculo Ártico e Antártico, o clima polar possui temperaturas negativas durante todo o ano, com grandes áreas de cobertura glacial permanente. A precipitação é principalmente em forma de neve, totalizando cerca de 200 mm anualmente.

Devido às baixas temperaturas e ao solo congelado (permafrost), a vegetação é escassa, resumindo-se, principalmente, a musgos, liquens e algumas plantas resistentes ao frio.

👉 Leia também: A crise climática e o aumento do nível do mar

Diferença entre clima e tempo

O tempo, na climatologia, refere-se às condições atmosféricas em lugar e momento específico. Ele abrange elementos como temperatura, umidade, precipitação (chuva ou neve), cobertura de nuvens, e atividade do vento.

Ao contrário do "clima", que é a média de longo prazo desses elementos em uma região, o tempo pode mudar de minuto a minuto e de um dia para o outro.

Como as mudanças climáticas afetam o mundo?

Os impactos ambientais causados pelas mudanças climáticas e o aquecimento global são cada vez mais discutidos em todo o mundo. Confira algumas de suas consequências:

Efeitos no nível do mar

Uma das consequências diretas do aquecimento global é o aumento do nível do mar, causado pelo derretimento das geleiras e pela expansão térmica dos oceanos.

Esse fenômeno ameaça áreas costeiras com inundações, erosão e salinização dos solos e lençóis freáticos, o que traz resultados negativos para a agricultura e a vida nas regiões costeiras.

Impactos na biodiversidade

Espécies animais e vegetais correm risco frequente de extinção devido à alteração de seus habitats naturais, às mudanças nas fontes alimentares e nos padrões climáticos, ao aumento da temperatura e às alterações nos regimes de chuvas.

Alterações nos padrões climáticos

Modificação dos padrões climáticos inclui aumento da frequência e da intensidade de eventos extremos, como tempestades, secas e ondas de calor.

Essas mudanças afetam diretamente a agricultura, pois reduzem a produtividade das culturas e aumentam o risco de falhas nas safras, além de provocar escassez de água potável​​.

Efeitos na saúde humana

Com o aumento das temperaturas e a alteração nos padrões de chuva, cresce o número de doenças transmitidas por água e vetores, como a malária e a dengue.

Ondas de calor também são responsáveis por aumentar as incidências de doenças relacionadas ao calor e problemas respiratórios devido à poluição do ar​​.

Aumento de eventos climáticos extremos

Especificamente na Amazônia, o desmatamento e as queimadas provocam enormes perdas de biodiversidade e contribuem para o aumento do CO2 na atmosfera.

Muitas vezes, essas queimadas servem para limpar terrenos para agricultura ou pecuária, mas, não apenas destroem grandes áreas de floresta, como afetam a saúde das populações locais. Elas alteram o ciclo hidrológico e reduzem a formação de "rios voadores" que são cruciais para a precipitação na região​.

Deslocamento e migração

O termo refugiados ambientais ou climáticos está em alta, justamente pelas adversidades relacionadas ao aquecimento global que muitas populações estão enfrentando. Ele são definidos como migrantes forçados que se movem de seus locais de origem em busca de sobrevivência, sem a opção de ficar ou partir, a exemplo do que aconteceu durante as enchentes do Rio Grande do Sul.

Essas pessoas precisam migrar por causas de alterações ambientais, sejam elas súbitas ou graduais, provocadas por ações humanas ou fenômenos naturais, independentemente da existência de mudança climática.

👉 Leia também: Fluxos migratórios: tipos, causas, consequências e desafios

Curiosidades sobre o clima

Veja algumas curiosidades envolvendo o clima de regiões do planeta:

  1. Yuma, no estado do Arizona (Estados Unidos), é oficialmente a cidade mais ensolarada do mundo. De acordo com Guinness, o local vive uma média de 4 mil horas de sol por ano, o que representa mais de 90% do tempo durante o dia.
  2. A cidade mais fria habitada do mundo é Oymyakon (Rússia), com temperaturas que já atingiram incríveis -71,2°C no inverno. As pessoas que vivem lá enfrentam condições extremas, incluindo congelamento instantâneo de saliva e cerveja que se transforma em gelo antes de ser bebida.
  3. A região do Rio Catatumbo, na Venezuela, detém o recorde mundial de maior número de trovões por ano, com até 260 noites de tempestade anualmente. Chamamos esse fenômeno de "Relâmpagos de Catatumbo", consequência da convergência de ventos quentes e frios, resultando em tempestades elétricas espetaculares.
  4. Arica, no Chile, é considerada a cidade mais seca do mundo, com uma precipitação média anual de apenas 0,76 milímetros de chuva. Apesar da falta de chuva, Arica é cercada por paisagens deslumbrantes, incluindo o Deserto do Atacama, um dos mais áridos do planeta.
  5. Em Wellington, capital da Nova Zelândia, os ventos podem atingir velocidades de até 248 quilômetros por hora, o que faz da cidade a mais "ventosa" do mundo. Os ventos fortes acontecem porque o local fica entre o Mar da Tasmânia e o Oceano Pacífico.
Banner

Resumo: clima

Este artigo abordou as complexidades do clima, seus diversos tipos, fatores que o influenciam e os efeitos globais das mudanças climáticas:

  • Clima é uma média das condições atmosféricas coletadas e analisadas ao longo de muitos anos;
  • As variáveis presentes nas condições climáticas são: temperatura, umidade, precipitação, vento e pressão atmosférica;
  • Há diversos fatores que influenciam o clima, como altitude; latitude; correntes marítimas; massas de ar; vegetação e urbanização;
  • Os tipos de clima presentes no mundo são: equatorial, tropical, subtropical, temperado, mediterrâneo, semiárido, desértico, de montanha, subpolar e polar.
  • Clima é a média de longo prazo das condições x tempo são condições atmosféricas específicas em um lugar e momento.
  • Entre os impactos das mudanças climáticas no mundo estão: aumento do nível do amor e ameaça a áreas costeiras; risco de extinção de espécies e alterações em seus habitats; aumento de eventos extremos como enchentes, deslizamentos e ondas de calor; propagação das doenças relacionadas ao calor e à poluição; cada vez mais refugiados ambientais.

Como o clima aparece no Enem e nos vestibulares?

Clima é assunto top 5 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ou seja, aparece bastante nas provas, especialmente quando se trata de climas do Brasil. Na Fuvest, tema desce um pouco de prioridade, mas ainda é muito presente, com foco nos elementos climáticos.

Veja exemplos de exercícios:

Exemplo 1

(Enem 2023)

Qual medida é capaz de minimizar as mudanças apresentadas nas simulações?

Mapas com simulação de mudança de temperatura - Enem 2023 - clima

a) Expandir o transporte marítimo.
b) Incentivar os fluxos migratórios.
c) Monitorar as atividades vulcânicas.
d) Controlar as emissões de carbono.
e) Priorizar a utilização de termoelétricas.

Resposta: [D]
As mudanças observadas nas simulações decorrem do processo de aquecimento global, causado pela emissão de gases de efeito estufa. Portanto, para atenuá-las, é necessário controlar as emissões de carbono.

Exemplo 2

(Fuvest 2023) O gráfico mostra a variação no número de folhas de uma espécie de árvore ao longo do ano, bem como a variação da temperatura mínima e da pluviosidade no local em que há presença dessa planta.

Gráfico com variação de temperatura - Fuvest 2023 - clima

Com base na variação no número de folhas, essa planta é característica de clima _____I_____, e tal variação está relacionada a _____II_____. 

As lacunas I e II são corretamente preenchidas por

a) I - Tropical; II - temperaturas mínimas altas e muita chuva nos meses mais frios.
b) I - Temperado; II - temperaturas mínimas baixas e pouca chuva nos meses mais quentes.
c) I - Tropical; II - temperaturas mínimas altas e pouca chuva nos meses mais quentes.
d) I - Temperado; II - temperaturas mínimas baixas e pouca chuva nos meses mais frios.
e) I - Equatorial; II - temperaturas mínimas baixas e muita chuva nos meses mais quentes.

Resposta: [D]
O clima temperado é marcado por temperaturas mais baixas e menos chuvas no início e no final do ano, enquanto o meio do ano apresenta temperaturas e chuvas mais elevadas, o que favorece o a vegetação decídua.

TEMAS:

avatar
Caio Neves

Analista Pedagógico de Geografia no Aprova Total. Graduando pela UFSC.

Ver mais artigos de Caio Neves >

Analista Pedagógico de Geografia no Aprova Total. Graduando pela UFSC.

Ver mais artigos de Caio Neves >

Compartilhe essa publicação:

Veja Também

Assine a newsletter do Aprova Total

Você receberá apenas nossos conteúdos. Não enviaremos spam nem comercializaremos os seus dados.