Redação

Textos motivadores: como utilizar na redação do Enem

Descubra como é possível aproveitar desse recurso para escrever a sua dissertação; ​e mais: dicas sobre o que não fazer na prova

Acessibilidade

Se você já participou de alguma edição do Enem, é bem provável que tenha percebido que a prova de redação vem acompanhada de textos motivadores ou textos de apoio. Saiba que há uma razão para eles estarem ali! Afinal, saber utilizar o material de apoio oferecido é uma etapa fundamental na produção do texto.

Por isso, nesta publicação, ajudamos você a entender a função dos textos motivadores e como fazer para construir um bom projeto de texto a partir da leitura do conteúdo disponível na prova. Vamos lá? 📝

O que são os textos de apoio/motivadores da redação do Enem?

Os textos motivadores são o conjunto de textos selecionados pela banca para servir de apoio para o completo entendimento do tema. No Enem, o tema é definido através de uma frase-tema, que explicita os recortes que devem ser abordados na dissertação.

Para que o aluno compreenda bem essa frase temática, a comissão responsável pelo exame agrupa textos de apoio que deixam explícito o que ela espera do candidato na abordagem temática da redação. Nesse caso, podem aparecer definições, dados, notícias, imagens e outras informações a respeito do tema.

Para que eles servem?

Os textos de apoio do Enem servem para que o aluno entenda completamente o tema e tenha ideias sobre o que pode abordar na sua produção. Muitos candidatos costumam produzir o texto sem fazer uma leitura atenta da coletânea, o que pode ser uma estratégia perigosa.

É importante lembrar que a banca escolhe cuidadosamente os materiais de apoio da proposta. Desse modo, estar atento à seleção dos textos e aos seus conteúdos pode ajudar você a ter ideias mais claras para não tangenciar ou fugir do tema.

O que NÃO fazer com os textos motivadores na redação

Ninguém quer zerar a redação ou tirar uma nota baixa, não é mesmo? Assim, é ideal ter conhecimento do que pode prejudicar a avaliação do seu texto na hora da correção. Anote aí!

Não copie os textos motivadores

No Enem, é possível utilizar os textos motivadores, no entanto, não faça uma cópia direta da proposta (a não ser em casos de citação direta, em que se deve apontar a fonte e o uso das aspas).

Caso você escreva menos de 8 linhas de produção própria, o seu texto é zerado. Além disso, se o texto não se encaixar nessa condição, mas ainda sim possuir muitos trechos de cópia, ele sofre uma penalização grave na Competência 2.

O Enem considera como cópia a sequência de 5 palavras ou mais idênticas aos textos de apoio. É importante lembrar também que trocas pontuais de termos se configuram como cópia.

Não deixe de ler os textos motivadores

A leitura dos textos motivadores pode dar um norte ao que você deverá escrever. Apenas a frase-tema pode não trazer uma clareza sobre o que você deve discutir, contudo, os textos motivadores costumam explicar com mais detalhes o que a banca está exigindo.

Não fique restrito aos textos motivadores

O Enem exige que o candidato traga um repertório externo aos textos motivadores e aos textos da prova como um todo (das questões de múltipla escolha). Isso significa que o uso dos elementos da proposta deve ser acompanhado do uso de repertórios presentes no conhecimento de mundo do candidato.

Desse modo, caso você deseje utilizar um dado ou informação da coletânea, não há problema nisso. No entanto, esse repertório deve coexistir com outros repertórios, os quais devem extrapolar a coletânea.

👉 Leia também: Repertório para a redação do Enem: dicas por eixos temáticos

Exemplos de textos motivadores e como usar da forma correta

A seguir, vamos observar quais passos você deve seguir na hora de utilizar os textos de apoio na sua redação. Para isso, vamos utilizar a coletânea de textos presentes na proposta do Enem 2023, cuja frase-tema foi "Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil".

Primeiramente, vamos observar a proposta na íntegra:

Comando

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Texto 1

O trabalho de cuidado não remunerado e mal pago e a crise global da desigualdade

O trabalho de cuidado é essencial para nossas sociedades e para a economia. Ele inclui o trabalho de cuidar de crianças, idosos e pessoas com doenças e deficiências físicas e mentais, bem como o trabalho doméstico diário que inclui cozinhar, limpar, lavar, consertar coisas e buscar água e lenha. Se ninguém investisse tempo, esforços e recursos nessas tarefas diárias essenciais, comunidades, locais de trabalho e economias inteiras ficariam estagnadas. Em todo o mundo, o trabalho de cuidado não remunerado e mal pago é desproporcionalmente assumido por mulheres e meninas em situação de pobreza, especialmente por aquelas que pertencem a grupos que, além da discriminação de gênero, sofrem preconceito em decorrência de sua raça, etnia, nacionalidade, sexualidade e casta. As mulheres são responsáveis por mais de três quartos do cuidado não remunerado e compõem dois terços da força de trabalho envolvida em atividades de cuidado remuneradas.

Documento informativo — Tempo de Cuidar. Disponível em: https://www.oxfam.org.br. Acesso em: 18 de jul. de 2023 (adaptado). 

Texto 2

Média de horas dedicadas pelas pessoas de 14 anos ou mais de idade aos afazeres domésticos e/ou às tarefas de cuidado de pessoas, por sexo

Brasil — 2019
SexoHoras Semanais
Homens11,0
Mulheres21,4

Fonte: IBGE - Pnad contínua atual. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br. Acesso em 18 de jul. 2023 (adaptado)

Texto 3

A sociedade brasileira tem passado por inúmeras transformações sociais ao longo das últimas décadas. Entre elas, as percepções sociais a respeito dos valores e convenções de gênero e a forma como mulheres têm se inserido na sociedade. Algumas permanências, porém, chamam atenção, como a delegação quase que exclusiva às famílias — e, nestas, às mulheres — de atividades relacionadas à reprodução da vida e da sociedade, usualmente nominadas trabalho de cuidados ou care.

Disponível em: https://repositorio.ipea.gov.br/. Acesso em: 24 maio 2023 (adaptado).

Texto 4

Capa da revista Fapesp sobre Desafios do Cuidado, um dos textos motivadores da redação do Enem 2023

Capa da revista Pesquisa. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br. Acesso em 23 de maio 2023.

Passo 1: identificar os núcleos da frase-tema

De acordo com a Cartilha do Participante do Enem, redações com fuga total ao tema receberão nota zero.

Assim, para que isso não aconteça, você deve identificar a frase-tema e os recortes que serão tratados a partir dela. No caso do exemplo acima, o aluno deveria levar os seguintes termos em consideração: desafios, enfrentamento, invisibilidade, trabalho de cuidado e mulher no Brasil.

Desse modo, a argumentação e o ponto de vista devem contemplar todos esses núcleos. Caso contemple apenas uma parte deles, a redação é avaliada como tangente ao tema, o que gera uma grave penalização nas competências 2, 3 e 5.

Passo 2: leia a proposta

Os textos de apoio possuem esse nome por um motivo, não é mesmo? Eles servem de auxílio para que você escreva o seu texto.

No exemplo que estamos utilizando, o Texto 1 define o que é o trabalho do cuidado e o que o candidato deve considerar como tal. Ele deixa claro que esse trabalho se relaciona às atividades domésticas e ao trabalho de cuidado de crianças, idosos e pessoas com deficiência. Após a definição, ele ressalta que essas tarefas são assumidas pelo recorte também definido na frase-tema: as mulheres.

No Texto 2, apresenta-se um dado que também reforça o recorte da frase temática. A tabela aponta que, semanalmente, as mulheres dedicam 10,4 horas a mais que os homens nos afazeres ligados ao cuidado da casa e ao cuidado de outras pessoas.

O Texto 3, por sua vez, ressalta a questão de que há uma mudança na sociedade relacionada ao papel da mulher. Contudo, mesmo com os avanços sociais, o trabalho de cuidado fica majoritariamente concentrado nessa parcela da população, o que reitera o recorte de invisibilidade.

Desse modo, fica explícito que o candidato deve abordar o trabalho de cuidado da mulher como invisível — tanto pela população quanto pelos governantes.

Por fim, no Texto 4, há uma capa de revista que afirma que, no Brasil, aumentou o número de pessoas que precisam de assistência e de cuidado. Além disso, a revista expõe que é comum, no país, que esse cuidado fique sob responsabilidade da família. A imagem reitera que esse trabalho familiar está mais concentrado na mulher.

👉 Leia também: Feminismo e questões de gênero: leia um resumo completo

Passo 3: selecione as ideias

A partir do momento que leu a proposta, você está apto para selecionar as ideias que pode abordar na redação. Anote as abordagens que estão relacionadas ao tema para conseguir visualizar o melhor caminho.

Um exemplo é pensar em elementos envolvidos com os recortes, como desigualdade social, recortes raciais, carga mental da mulher, saúde física e mental da mulher, patriarcado, representação das mulheres na mídia, sistema capitalista e fatores culturais.

Passo 4: faça um projeto de texto

O projeto de texto é um roteiro do que será discutido no texto. Para elaborar esse projeto, você deve definir previamente o ponto de vista, os argumentos e os repertórios que usará em cada parágrafo do texto.

Para esse tema, por exemplo, poderíamos selecionar duas causas dessa invisibilidade:

  • a sociedade patriarcal estabelecida por heranças históricas;
  • a desigualdade social no perfil das mulheres responsáveis por esse trabalho.

Como repertório na introdução, podemos selecionar o filme Que hora ela volta?, que expõe a vida da pernambucana Val, que migra para São Paulo para trabalhar como empregada doméstica.

No filme, há diversas facetas do trabalho do cuidado: o trabalho doméstico e o cuidado das crianças, que é terceirizado para as empregadas domésticas numa relação empregatícia. Além disso, o longa mostra como muitas mulheres são obrigadas a deixar de lado a própria maternidade, pois precisam deixar de cuidar dos filhos para manter a casa financeiramente.

Para que o projeto de texto fique bem estabelecido, você deve defender a questão do patriarcado no desenvolvimento 1 e a questão da desigualdade social no desenvolvimento 2.

Para fundamentar melhor o primeiro argumento, é possível utilizar um elemento da coletânea: a informação sobre o tempo semanal que as mulheres gastam com o trabalho do cuidado. Por outro lado, para fundamentar o segundo argumento, você pode trazer uma informação externa.

⚠️ É importante lembrar que, para atingir 200 pontos na Competência 2, é preciso que haja pelo menos um repertório externo, legitimado, pertinente e produtivo.

Resumo: como utilizar os textos motivadores na redação do Enem

Os temas de redação sempre vêm acompanhados de um conjunto de textos que servem de apoio para a produção da redação. Esses textos ajudam o candidato a compreender o tema na sua totalidade e a ter ideias sobre o que poderá escrever.

Quando o aluno se depara com a proposta, ele deve identificar os recortes do tema, ler atentamente os textos e selecionar as ideias a partir de um projeto de texto.

🥇 Quer se preparar para o Enem e vestibulares com quem mais entende do assunto? A plataforma Aprova Total é a maior especialista no ensino digital e tem as melhores videoaulas e professores!

Banner

TEMAS:

avatar
Caroline Coltrin

Analista pedagógica de redação no Aprova Total. Graduada (Unicamp) e mestranda (UFSC) em Linguística. Possui experiência com o ensino de gramática e com os modelos de correção do Enem e de outros vestibulares.

Ver mais artigos de Caroline Coltrin >

Analista pedagógica de redação no Aprova Total. Graduada (Unicamp) e mestranda (UFSC) em Linguística. Possui experiência com o ensino de gramática e com os modelos de correção do Enem e de outros vestibulares.

Ver mais artigos de Caroline Coltrin >

Compartilhe essa publicação:

Veja Também

Assine a newsletter do Aprova Total

Você receberá apenas nossos conteúdos. Não enviaremos spam nem comercializaremos os seus dados.