Cursos e Profissões

Como é o curso de Biblioteconomia? E mais: detalhes da profissão

Se você já pensou em seguir esta carreira, mas ainda tem dúvidas sobre a graduação, reunimos informações importantes neste artigo

Acessibilidade

O curso de Biblioteconomia pode abrir portas para um campo cheio de oportunidades e vai além de simplesmente organizar livros. A área envolve gestão de informação, tecnologia e serviços de biblioteca que atendem às necessidades educacionais, culturais e de lazer da comunidade.

Se você já pensou em seguir essa carreira, mas ainda tem dúvidas sobre a graduação e o mercado de trabalho, é essencial buscar orientação para garantir que a escolha seja bem-informada e alinhada com os seus interesses e habilidades.

Vamos conhecer juntos o curso de Biblioteconomia?

Como é o curso de Biblioteconomia

Se você assistiu a qualquer filme da saga Harry Potter e se encantou com a biblioteca mágica de Hogwarts, saiba que o curso de Biblioteconomia pode apresentar um universo cheio de informações e igualmente fascinante.

O curso de Biblioteconomia é estruturado para fornecer uma formação teórica e prática abrangente sobre gestão da informação, organização de acervos e uso de tecnologias para facilitar o acesso ao conhecimento. Nele, os estudantes aprendem sobre catalogação, classificação, preservação de documentos e muito mais.

O foco principal é formar profissionais capazes de gerir bibliotecas e centros de informação de maneira eficiente e inovadora.

A maioria das opções de formação em Biblioteconomia é na modalidade bacharelado, com algumas exceções, como a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), que oferece uma licenciatura na área.

Quais são os interesses dos alunos de Biblioteconomia?

Os alunos de Biblioteconomia, naturalmente, se interessam por livros e tudo o que está relacionado a eles, como clubes de leitura, maratonas literárias e discussões sobre as obras.

Mas, além disso, costumam gostar de métodos de organização, tecnologias de informação, gestão de dados e preservação de documentos históricos.

Esses estudantes têm um forte desejo de contribuir para o acesso à informação e ao conhecimento, ajudando a comunidade a encontrar e utilizar recursos disponíveis de forma eficaz.

A paixão por cultura, história e preservação do patrimônio cultural também faz parte da rotina dos alunos.

banner teste vocacional

Maiores dificuldades encontradas no curso

Uma das dificuldades que pode surgir durante o curso é a complexidade das técnicas de catalogação e classificação que os alunos precisam aprender. Além de ter atenção aos detalhes, entender as normas e padrões internacionais é indispensável.

A adaptação às novas tecnologias e ferramentas digitais também pode ser um desafio, pois exige constante atualização e aprendizado.

Além disso, a gestão de grandes acervos e a preservação de documentos antigos requerem conhecimentos específicos e cuidados rigorosos, o que pode ser exigente tanto fisicamente quanto mentalmente.

Transformações na profissão

A profissão de bibliotecário viveu muitas transformações nos últimos anos. As novas tecnologias, por exemplo, têm impactado significativamente esse campo, introduzindo ferramentas digitais para gestão de acervos e atendimento ao público.

Áreas de pesquisa inovadoras, como a ciência da informação e a gestão de dados, estão cada vez mais presentes no currículo dos cursos de Biblioteconomia.

Além disso, o papel dos bibliotecários está se expandindo para incluir atividades como mediação cultural, curadoria digital e promoção da leitura em ambientes virtuais, refletindo as mudanças nas formas de acesso e consumo de informação.

Outro ponto relevante para o cenário é o crescimento da preocupação com a inclusão e a acessibilidade, o que exige dos bibliotecários a implementação de práticas que garantam o acesso igualitário à informação.

👉 Leia também:

Descubra o curso e a carreira em Sistemas de Informação

Engenharia de Software: conheça o curso e o mercado de trabalho

O que se aprende no curso de Biblioteconomia?

O curso combina teoria e prática para orientar os estudantes no gerenciamento e organização de informações em diversos formatos e contextos.

Segundo as diretrizes do Ministério da Educação (MEC), recomenda-se que as atividades do curso "acentuem a adoção de uma perspectiva humanística na formulação dos conteúdos, conferindo-lhes um sentido social e cultural que ultrapasse os aspectos utilitários mais imediatos".

Disciplinas abordadas

Veja o exemplo da grade curricular do curso de Biblioteconomia da Universidade Estadual Paulista (Unesp) referente ao ano de 2023:

Disciplinas básicas

  • Introdução à Biblioteconomia e Ciência da Informação;
  • Catalogação e Classificação;
  • Fundamentos de Administração;
  • Tecnologias da Informação;
  • Metodologia da Pesquisa.

Disciplinas específicas

  • Preservação e Conservação de Documentos;
  • Bibliotecas Digitais;
  • Serviços de Referência e Informação;
  • Marketing em Unidades de Informação;
  • Gestão de Coleções Especiais;
  • Legislação e Políticas Públicas.

Perfil profissional do graduado em Biblioteconomia

O profissional de Biblioteconomia está preparado para atuar em bibliotecas, centros de documentação, arquivos, museus e instituições educacionais.

Eles são responsáveis por organizar, preservar e disseminar informações e conhecimentos. Além disso, estão capacitados para gerenciar acervos físicos e digitais, prestar serviços de referência e apoio à pesquisa, e desenvolver programas de incentivo à leitura e à educação.

Esses profissionais possuem habilidades em tecnologia da informação, comunicação e gestão, tornando-se peças-chave na mediação entre o usuário e o conhecimento.

As diretrizes curriculares do MEC apontam algumas competências e habilidades específicas esperadas desse graduado:

  • criticar, investigar, propor, planejar, executar e avaliar recursos e produtos de informação;
  • trabalhar com fontes de informação de qualquer natureza;
  • processar a informação registrada em diferentes tipos de suporte, mediante a aplicação de conhecimentos teóricos e práticos de coleta, processamento, armazenamento e difusão da informação;
  • realizar pesquisas relativas a produtos, processamento, transferência e uso da informação.

Como é o mercado de trabalho nesta área?

Bibliotecários podem atuar em bibliotecas públicas, escolares e universitárias, onde são responsáveis pela organização de acervos, atendimento ao público e desenvolvimento de programas educativos.

Há também uma demanda crescente por profissionais em centros de documentação, museus, arquivos e empresas privadas, que necessitam de especialistas para a gestão de informações e preservação dos documentos.

Entre os principais desafios, podemos citar a oferta limitada de vagas em algumas regiões e a constante atualização tecnológica, por isso é tão importante participar dos cursos de especialização, seminários e workshops para enriquecer habilidades técnicas.

Quanto ganha um bibliotecário?

A remuneração de um bibliotecário no Brasil pode variar significativamente dependendo da localização, da experiência e do tipo de instituição onde trabalha.

Segundo o site Glassdoor, os valores mensais são os seguintes:

  • Faixa salarial: R$ 2.500 a R$ 5.000
  • Média salarial: R$ 3.683

Considerando a localidade, o estado de São Paulo tem os maiores salários; já no quesito experiência, um bibliotecário sênior pode receber até R$ 6.000.

Principais dúvidas sobre o curso de Biblioteconomia

Listamos algumas dúvidas comuns sobre esta graduação. Confira:

Quanto tempo dura o curso?

O curso de Biblioteconomia dura geralmente 4 anos, divididos em oito semestres.

Tem TCC no curso de Biblioteconomia?

Sim, a maioria das instituições exige a elaboração de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), onde o aluno deve se aprofundar sobre algum tema relevante para a área de Biblioteconomia.

Como funciona o estágio neste curso?

Os graduandos podem estagiar em centros de documentação e outras instituições relacionadas, cumprindo uma carga horária mínima de estágio supervisionado.

Qual é o valor do curso nas universidades privadas?

Os valores geralmente ficam entre R$ 300 e R$ 1.400 por mês, dependendo da universidade e da localização. Veja exemplos:

  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas (Puccamp): R$ 1.400 (aproximadamente);
  • Universidade de Santa Cecília (UNISANTA): R$ 477,30;
  • Centro Universitário Assunção (UNIFAI): R$ 381,82.

Qual é a nota de corte do SiSU para o curso de Biblioteconomia?

As opções disponíveis para ingresso usando a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) têm algumas variações na nomenclatura - Biblioteconomia; Biblioteconomia e Documentação; Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação; e Biblioteconomia e Ciência da Informação.

Veja as maiores notas de corte para Biblioteconomia na categoria de ampla concorrência do SiSU 2024:

InstituiçãoUFNota de corte
Ufam - Universidade Federal do AmazonasAM733,41
UFSCAR - Universidade Federal de São CarlosSP677,9
UFRJ - Universidade Federal do Rio de JaneiroRJ659,99
UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do SulRS655,33
UFMG - Universidade Federal de Minas GeraisMG645,88

Veja as menores notas de corte para Biblioteconomia na categoria de ampla concorrência do SiSU 2024:

InstituiçãoUFNota de corte
Ufal - Universidade Federal do AlagoasAL573,26
UFPB - Universidade Federal da ParaíbaPB567,62
Unirio - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Licencitura)RJ557,02
Uespi - Universidade Estadual do PiauíPI553,79
UFR - Universidade Federal de RondonópolisMT520,62

Outras universidades públicas que oferecem o curso

Além dos cursos disponíveis para ingresso via SiSU, há opções em outras instituições públicas. Veja algumas notas de corte:

InstituiçãoUFCandidato/vaga
UnB - Universidade de BrasíliaDF3,4
Unesp - Universidade Estadual PaulistaSP2,3

Como passar no Enem e nos vestibulares no curso de Biblioteconomia?

Para garantir uma boa nota no Enem e nos vestibulares em geral, é importante ter um bom plano de estudos, focando em áreas como Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, além da Redação.

Utilizar plataformas de estudo como o Aprova Total pode ser muito vantajoso, já que há uma grande oferta de videoaulas, questões comentadas, simulados e materiais em formatos diversos para facilitar a sua preparação.

banner

Conclusão

Para quem deseja trabalhar com gestão de informação, preservação de acervos e promoção da leitura, o curso de Biblioteconomia é uma opção interessante.

Lembre-se de que a capacidade de adaptação e aprendizado contínuo são fundamentais, especialmente nesse campo que está em constante evolução devido ao avanço tecnológico.

Por fim, com um mercado de trabalho diversificado, os profissionais dessa área são essenciais para o desenvolvimento educacional e cultural da sociedade.

👉 Leia também:

Cinema e Audiovisual: o que você precisa saber sobre o curso

Descubra o curso de Jornalismo e as áreas de atuação profissional

TEMAS:

avatar
Carol Firmino

Jornalista, mestra e doutora em Comunicação pela Unesp. É editora no blog do Aprova Total e está sempre antenada ao universo da educação, com foco no Enem e na preparação para os grandes vestibulares do país. Tem passagens por veículos como Nova Escola, B9, UOL e Época Negócios.

Ver mais artigos de Carol Firmino >

Jornalista, mestra e doutora em Comunicação pela Unesp. É editora no blog do Aprova Total e está sempre antenada ao universo da educação, com foco no Enem e na preparação para os grandes vestibulares do país. Tem passagens por veículos como Nova Escola, B9, UOL e Época Negócios.

Ver mais artigos de Carol Firmino >

Compartilhe essa publicação:

Veja Também

Assine a newsletter do Aprova Total

Você receberá apenas nossos conteúdos. Não enviaremos spam nem comercializaremos os seus dados.