Vida de Estudante

Estudar nas férias vale a pena? Veja dicas para equilibrar a rotina

Já ouviu falar em vestibulando de alto desempenho? O psicólogo Evandro Schutz dá dicas para equilibrar sua rotina de estudos e as confraternizações com amigos e família

Acessibilidade

Imagine que você vai correr uma maratona muito importante e vem se preparando para ela há meses. Todos os dias a sua meta é treinar um pouquinho, sempre de olho na constância. Mas aí chega o final do ano... Natal, Ano Novo, encontros mais frequentes com a família, convites dos amigos e aquele cansaço batendo. É comum se perguntar: devo estudar nas férias ou priorizo o descanso?

Nesse caso, existem algumas possibilidades: focar só na galera e aceitar todos os rolês porque só se vive uma vez, trancar-se no quarto por duas semanas e não largar os cadernos ou, de repente, fazer aquela pausa inteligente no final do ano, conciliando treino e descanso ativo?

Caramba, vida de atleta é bem difícil. MAS VIDA DE VESTIBULANDO TAMBÉM É!

via GIPHY

Aliás, segundo o psicólogo Evandro Schutz, comparar atleta e aluno neste momento faz todo o sentido, quando se considera que ambos estão buscando o alto desempenho: "Tanto para um quanto para o outro, posso dizer que descanso também é treino. Eu recorro muito à ideia do descanso ativo, que vale para os dois", explica.

Estudar nas férias vale a pena?

Decidir ler algo de seu próprio interesse nesses dias de pausa já pode ser considerado estudo. Afinal, você está usando a concentração, o foco, o raciocínio, ao mesmo tempo que também descansa. "Isso é o descanso ativo! É como o corredor, que vai na academia andar de bicicleta e ouvir música para descansar, pelo menos ele continua em movimento, não para totalmente", orienta Evandro.

O psicólogo defende que esse período de festas para quem comemora Natal e Ano Novo deve ser mais de revisão e refinamento das estratégias. "É preciso tirar o peso, ter em mente que você já vem estudando há meses", diz, mas sem perder de vista o caminho para a aprovação.

Por exemplo: se você já tem certeza de que não foi bem nas provas em 2023, não dá pra chutar o balde, pois 2024 é logo ali e será necessário fôlego e organização para recomeçar seus estudos.

Essas são algumas vantagens de estudar nas férias:

  1. Consolidação do conhecimento
    Estudar durante as férias pode ajudar a consolidar o que foi aprendido ao longo do ano letivo, evitando esquecimentos;
  2. Preparação antecipada
    Antecipar os estudos ajuda a reduzir a pressão no período pré-vestibular, permitindo que você se concentre mais na revisão e aprofundamento;
  3. Exploração de novos tópicos
    As férias também servem de oportunidade para explorar tópicos extras, curiosidades ou áreas específicas de interesse;
  4. Controle de tempo
    Permite ter mais controle sobre o tempo de estudo e oferece flexibilidade para escolher os melhores horários e métodos.
  5. Desenvolvimento da autodisciplina
    A autodisciplina é uma habilidade valiosa que pode ser desenvolvida ao se comprometer com o estudo durante as férias, quando não há a mesma estrutura de sala de aula.

O que estudar nas férias?

Quem decidir estudar na férias pode ter uma vantagem em relação aos colegas, pois isso permite manter o ritmo de aprendizado e aprimorar conhecimentos.

jovem estudando
(Imagem: Freepik)

No entanto, é importante encontrar um equilíbrio, já que o descanso ajudar a recuperar as energias e seguir na rotina. Veja essas dicas:

  • Estabeleça metas realistas para o período de férias, isso ajudará a manter o foco e a motivação;
  • Crie um cronograma flexível, que inclua tempo para relaxamento e lazer;
  • Varie os métodos de estudo, como leitura, resumos, exercícios e videoaulas. A diversificação pode tornar o aprendizado mais interessante;
  • Revise os conteúdos, reforçando conceitos-chave e se aprofundando naquilo que traz mais dúvidas;
  • Pratique com provas anteriores de vestibulares e Enem, assim, você vai conseguir se familiarizar com o formato das questões;
  • Participe de cursos e workshops relacionados às matérias que você está estudando;
  • Leia livros, artigos e notícias que ampliem seu repertório de conhecimento e vocabulário;
  • Concentre-se na incidência de temas dos vestibulares que você pretende prestar;

Quanto tempo se dedicar?

O tempo que um vestibulando deve dedicar aos estudos durante as férias pode variar de acordo com as metas pessoais, o nível de preparação já alcançado e a quantidade de horas disponíveis. Não existe uma regra única, pois cada estudante é diferente, mas você pode levar alguns fatores em conta:

  • Mantenha uma rotina de estudo consistente, mesmo que seja por um período mais curto todos os dias. A consistência é mais importante do que estudar em longos blocos de tempo sem qualquer organização;
  • Uma sugestão é dedicar de 2 a 4 horas diárias nas férias, ou seja, sessões de estudo menores, com pausas para descanso e revisão;
  • Já que esse é um momento atípico, esteja disposto a ajustar seu tempo de estudo com base em como se sente. Se você está se sentindo sobrecarregado ou esgotado, permita-se mais tempo de descanso.

Quem está prestando Medicina deve estudar nas férias?

É comum que o aluno se cobre e acredite que falta muito para a aprovação, principalmente aqueles que já vão para mais um ano em busca de uma vaga, algo comum em cursos como Medicina. Nesses casos, Evandro diz que o pensamento deve ser: "Não falta muito, eu já fiz o meu melhor até aqui. Mas, o que ainda posso fazer?".

O psicólogo orienta manter algumas horas de descanso, mas estabelecê-las dentro de uma estratégia: "Parar totalmente 1 mês faz com que o cérebro entre em repouso e pode não ser legal, mas ainda assim a pausa é necessária". Esse pequeno descanso mostra para a mente e o corpo que muito já foi feito até ali, mas que, se for preciso mais, você está pronto para recomeçar.

garoto descansando e ouvindo música
Imagem: Freepik

Os cursos de Medicina são altamente concorridos e muitos candidatos dedicam grande parte do seu tempo aos estudos, incluindo as férias. Se você está nesse grupo, e quer seguir um cronograma diferente do que usou o ano todo, considere essas dicas:

  • Fazer uma revisão geral dos conteúdos do Ensino Médio, incluindo Matemática, Física, Química, Biologia, Português e Redação. Certifique-se de focar apenas nos conceitos fundamentais dessas disciplinas, afinal, é impossível revisar tudo;
  • Concentre-se em aprofundar seus conhecimentos na área de Biologia, muito exigida nos vestibulares de Medicina. Estude anatomia, fisiologia, genética, ecologia e outros tópicos relevantes;
  • Pratique resolvendo questões de vestibulares anteriores, priorizando as áreas de Ciências da Natureza e Matemática;
  • Realizar simulados completos de vestibulares de Medicina para desenvolver habilidades de gerenciamento de tempo e a testar seu conhecimento em condições semelhantes às do dia da prova;
  • Trabalhe suas habilidades de redação, praticando a escrita de textos dissertativos-argumentativos. Busque as propostas dos últimos anos (ou as nossas sugestões lá na plataforma do Aprova) e treine sua capacidade de argumentação e clareza de ideias.

👉 Leia também:

Como fugir da procrastinação no final do ano?

Teste vocacional: vale a pena fazer? Saiba como funciona

Mapa mental: veja o passo a passo para montar o seu

Negociação com a família

As festas de final de ano também podem representar uma fase de planejamento e negociação com as pessoas próximas. A negociação tem a ver com as cobranças da família, que como qualquer outra, traz aquelas opiniões não solicitadas na mala - por pensar que o vestibulando está estudando de mais ou de menos.

Enquanto o planejamento é o que permite ter equilíbrio e organizar quais são as horas de focar e quais são as horas de lazer. "Converse com a família e delimite os dias em que estará disponível para confraternizar e aqueles em que precisa fazer um simulado ou revisar alguma matéria", sugere.

Além disso, combine quando vai precisar ir para um lugar mais silencioso e se concentrar, assim fica mais fácil de todo mundo entender o quanto essa fase é importante para você.

Como conciliar férias e estudos pra o vestibular?

O psicólogo Evandro Schutz explicou o que você deve fazer para aproveitar as férias sem pressão.

via GIPHY

1. Faça a sua melhor versão com aquilo que você tem

"Mesmo que o aluno entenda que ainda não tem o repertório suficiente para ser aprovado agora, é preciso ter consciência de que está chegando o mais perto disso e que vai ficar melhor no próximo ano", diz Evandro.

2. Coloque suas metas no papel

Se assim ficar mais fácil visualizar a divisão dos horários de estudo e os de pausa, por que não? Faça sua tabela, escreva ali o tempo que vai se dedicar às revisões, às leituras, ou seja, ao seu descanso ativo.

3. Ocupe o tempo livre com o que realmente faz você feliz

O que você gosta de fazer? Ficar com os amigos, praticar esportes, ouvir músicas, dormir? Coloque nesse tempo livre atividades que realmente deem prazer. "Não imagine que você está parado só porque não está estudando, isso é uma crença limitante e gera mais ansiedade", avisa o psicólogo.

4. Quando for descansar, saia do seu ambiente de estudo

Toda vez que você faz isso, o seu cérebro reconhece que é algo novo. "Seja sentar-se no quintal de casa, dar um passeio na praia, ir à casa dos avós ou voltar-se ao seu lado espiritual cria uma realidade diferente para o cérebro. Ele assimila o momento como novidade e sai do piloto automático", diz.

5. Não abandone totalmente sua rotina

Manter uma boa alimentação e preservar as noites de sono é muito importante. "É preciso que o vestibulando entenda que ele continua treinando para uma competição. Lembre-se todos os dias do que você deseja para resguardar sua saúde física, mental e espiritual", conclui Evandro.

banner perpétua

TEMAS:

avatar
Carol Firmino

Editora no blog do Aprova Total. Jornalista e doutora em Comunicação pela Unesp, escreve de tudo um pouco, mas hoje se dedica à área da educação. Tem passagens por UOL, B9, Nova Escola e Época Negócios.

Ver mais artigos de Carol Firmino >

Editora no blog do Aprova Total. Jornalista e doutora em Comunicação pela Unesp, escreve de tudo um pouco, mas hoje se dedica à área da educação. Tem passagens por UOL, B9, Nova Escola e Época Negócios.

Ver mais artigos de Carol Firmino >

Compartilhe essa publicação:

Veja Também

Assine a newsletter do Aprova Total

Você receberá apenas nossos conteúdos. Não enviaremos spam nem comercializaremos os seus dados.